Política

Acusado de receber propina tenta retomar posto na Receita com base em decisão de Toffoli

Acusado de receber propina tenta retomar posto na Receita com base em decisão de Toffoli

O auditor Eden Siroli Ribeiro, afastado da Receita Federal sob acusação de receber R$ 2 milhões em propina, quer retomar o posto usando como justificativa uma decisão de Dias Toffoli, diz a Folha.

Em julho, o presidente do STF suspendeu todos os processos judiciais nos quais dados bancários detalhados de investigados tenham sido compartilhados por órgãos de controle sem autorização prévia do Poder Judiciário

Como usa informações compartilhadas pela Receita, a investigação sobre Eden ficou travada depois da decisão de Toffoli.

Segundo a advogada de Eden, não há motivo para que seu cliente não volte ao seu posto na Receita já que não não há decisão sobre o caso.

“O mais lógico é que ele seja reintegrado, porque o processo foi paralisado por um prazo indeterminado. O julgamento pode reiniciar em novembro, mas talvez não tenha nem data para terminar. Ele não pode ficar indefinidamente com uma sanção”, disse ao jornal.