Política

2.635 itens | Facas, espada e até livro sobre Lula: os presentes de Bolsonaro no 1º ano

2.635 itens | Facas, espada e até livro sobre Lula: os presentes de Bolsonaro no 1º ano

Em seu primeiro ano como presidente, (sem partido) recebeu 2.635 presentes de pessoas comuns, autoridades e governos estrangeiros. Esses mimos são registrados pela Diretoria de Documentação Histórica, e o UOL teve acesso à lista por meio da Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

Em média, Bolsonaro recebeu sete presentes por dia. No total, foram 899 livros, 196 audiovisuais (pen drives e discos digitais) e 1.540 itens variados, que incluem sete facas, três canivetes, uma espada e uma zarabatana (tubo que, quando soprado, lança setas, dados ou projéteis).

Dois dos três canivetes são de modelo suíço: um deles dado pelo governo da Suíça. O outro foi presente do agora desafeto (PSDB), governador de São Paulo, que aproveitou sua presença em Brasília, em 1º de fevereiro do ano passado, para a posse dos novos senadores, para entregar o canivete a Bolsonaro.

A espada foi presente do comando da Polícia Militar de Goiás. A presidência da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), por sua vez, presenteou o presidente com um martelo indígena e a zarabatana, em maio de 2019. Uma semana antes, índios Guajajaras deram ao presidente um colar, duas pulseiras e quatro apitos.

Bolsonaro brinca com faca presenteada

Em um vídeo de abril, os ministros Onix Lorenzoni (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia) aparecem mostrando facas produzidas pela Cutelaria D'Ávila, no município de Tapes (RS), que foram dadas de presente a Bolsonaro e a oito ministros.

Lorenzoni agradece a um dos sócios da empresa, Márcio D´Ávila, as facas de churrasco, com o brazão da República gravado na lâmina.

Bolsonaro, que sofreu um atentado a faca em 2018, aparece rapidamente no vídeo, entrando em cena para entregar uma faca para Guedes, que ri, joga os braços para frente, simulando defesa de um ataque, e anda para atrás, antes de receber a faca do presidente.

Bolsonaro brinca com faca presentada

O sócio-proprietário da Cutelaria D´Ávila, Cristiano D´Ávila, irmão de Márcio, a quem é dirigido o vídeo, disse que a faca é um utensílio importante na cultura do Rio Grande do Sul.

"Em nenhum momento pensei na facada que o presidente levou, quando enviamos as facas", afirmou. "Não penso a faca como uma arma. É um utensílio importante no dia-a-dia das pessoas, um dos primeiros que foram criados pelo homem."

Os preços das facas da Cutelaria D´Ávila, que são artesanais, variam de R$ 200 a R$ 9.500. A faca de churrasco enviada ao presidente e aos ministros tem o preço de R$ 500.

41 Bíblias e livro sobre Lula

Católico, Bolsonaro também ganhou 41 exemplares da Bíblia, entre os 899 títulos que recebeu no ano passado.

"Lula e a Ideologia de Marx", um do livros dados de presente a Bolsonaro - Reprodução
"Lula e a Ideologia de Marx", um do livros dados de presente a Bolsonaro
Imagem: Reprodução

Uma semana após deixar a Presidência da República, o ex-presidente Michel Temer (MDB) presenteou o seu sucessor com dois exemplares do título de sua autoria: "O Brasil no Mundo: Abertura e Responsabilidade".

O agora adversário deputado Luciano Bivar (PSL-PE) presenteou Bolsonaro com quatro títulos de sua autoria: "Intuição- a Terceira Mente", "Cuba", "Brasil em Alerta" e "Passagem para a vida".

A biblioteca do presidente também ganhou, em junho de 2019, a obra "Lula e a Ideologia de Marx", de José Antônio Tobias. O livro, crítico ao petista, analisa o governo do ex-presidente.

Cuecas, panelas, santos e kit de engraxate

A lista de presentes recebidos por Bolsonaro ainda inclui um kit de engraxate, presente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Goiás, um frasco de água benta, duas panelas elétricas, uma panela pequena e um suporte de panelas, um bule de café com filtro de pano e um pano de prato. Bolsonaro também foi presenteado com quatro cuecas em agosto de 2019. Parte dada por populares.

O presidente também ganhou mimos religiosos, que incluem 28 terços, 23 imagens de santos católicos, oito delas de Nossa Senhora da Aparecida. Além de diversos símbolos e objetos judaicos, como uma manta, um solidéu e um kipá.

Gravatas dos ministros no aniversário

Bolsonaro também foi presenteado com 32 gravatas, a maior parte de seda. Algumas delas foram mimos de autoridades com gabinete no próprio Planalto.

Em 21 de março, quando completou 64 anos, o presidente ganhou uma gravata de seda de Lorenzoni, uma mochila e também outra gravata do ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa), além de outra, também de seda, do ministro André Luiz de Almeida Mendonça (Advocacia Geral da União).

Já Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) deu uma camisa e uma caneta.