País

Tutor perde a guarda de cadela após deixá-la presa em carro por horas

Tutor perde a guarda de cadela após deixá-la presa em carro por horas
Reprodução/Fantástico/Globo

O advogado Everson Rogério Pavani perdeu temporariamente a guarda da cadela Brigitte após deixá-la mais de três horas presa dentro de seu carro em São Paulo. O animal permanecerá com uma tutora temporária até que seu destino seja decidido pela Justiça.

“O cachorro chorava muito, latia muito, estava muito estressado dentro do carro”, afirmou ao programa Fantástico, da Globo, a protetora de animais Daniela Teixeira, membro do projeto Cadeia Para Maus-tratos.

O caso aconteceu há algumas semanas e chamou a atenção de pessoas que, ao passarem pelo local, ouviram os latidos da cadela. A Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e o grupo de proteção animal foram acionados. O vidro do veículo foi quebrado e Brigitte, bastante estressada, foi salva.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Reprodução/Fantástico/Globo

Momentos depois, o tutor da cadela apareceu. O caso terminou na delegacia. Everson afirmou que deixava seu filho na casa da cunhada quando foi convidado para jantar e achou que não demoraria. Testemunhas, no entanto, afirmam que o animal ficou mais de três horas dentro do veículo.

O advogado afirmou ainda que a cadela é o “amor de sua vida” e é bem cuidada. Um laudo veterinário, entretanto, comprovou que Brigitte sofreu maus-tratos. Por conta disso, Everson será investigado e pode ser punido pelo crime.

Resgatada, Brigitte, que agora se chama Valentina, foi levada para um lar temporário e tem se dado muito bem com sua tutora provisória. Enquanto a Justiça não decide com quem a cadela ficará, ela desfruta do amor e dos cuidados que recebe e, inclusive, passeia feliz pelas ruas da cidade.