País

ROLETA HUMANA E DESAFIO DA RASTEIRA: Brincadeiras de 'derrubar' já causaram morte de adolescente em Mossoró S

ROLETA HUMANA E DESAFIO DA RASTEIRA: Brincadeiras de 'derrubar' já causaram morte de adolescente em Mossoró S

Uma menina de 16 anos morreu após participar de uma brincadeira que se popularizou na internet e chama atenção pela alta periculosidade. Emanuela Medeiros, de 16 anos, bateu a cabeça no chão da escola onde estudava.

Ela sofreu traumatismo craniano, foi socorrida pela direção do colégio e encaminhada ao hospital, mas não resistiu e morreu. O caso ocorreu em novembro do ano passado em Mossoró-RN, mas só viralizou esta semana.

A adolescente participava de uma brincadeira com outras duas meninas que guiava a colega como proceder. Após pular e sofrer uma rasteira, ela bateu a cabeça no chão e acabou se ferindo.

Um vídeo com a brincadeira é reproduzido por diferentes crianças e está circulando nas redes sociais.

O desafio do “quebra-crânio” é feito com a participação de três pessoas. As que ficam nas extremidades e pulam. Depois, a do meio, que não sabe como o jogo funciona, e também pula. Neste momento, as duas dão uma rasteira no indivíduo desavisado, que cai no chão.

Ver essa foto no Instagram

ALERTA AOS PAIS E EDUCADORES! A volta às aulas trouxe junto com ela uma ESTÚPIDA brincadeira intitulada “desafio da rasteira”. O tal “desafio” já levou estudantes a morte. Uma geração que quanto mais informada se torna, mais doente se mostra. Um apelo aos pais e responsáveis, NÃO PERMITA que seus filhos participem deste desafio perigoso e sem propósito. Oriente, converse coloque limites nas brincadeiras. É inadmissível que uma família perca um filho de forma tão estúpida. LIMITE, É SÓ ISSO QUE PEDIMOS AO COLOCAR FILHOS NO MUNDO! Se o seu filho apresenta comportamento inadequado, e dificuldade na vida escolar a psicopedagogia será um grande apoio nesta formação acadêmica e emocional. PROCURE AJUDA PROFISSIONAL. Estamos a disposição para acolher pais e estudantes. #desafiodarasteira #psicopedagogiaclínica #psicopedagogiainstitucional #amarparaeducar #escola #alunos

Uma publicação compartilhada por Priscilla Collalto (@amarparaeducar) em

Um dos vídeos que viralizou foi gravado no colégio Santo Tomás de Aquino, em Caracas, na Venezuela. A escola confirmou o ocorrido e, em comunicado, afirmou que os alunos envolvidos e seus pais foram convocados para que pudessem tomar as medidas necessárias.

A “brincadeira” pode ser perigosa, como dá para ver pelas gravações. A pessoa do meio é pega de surpresa e pode bater a cabeça ou outras partes do corpo com bastante força no chão, como ocorreu com a menina que morreu em Mossoró.

Ver essa foto no Instagram

#Repost @luizfortesjornalista @download.ins — Uma adolescente de 16 anos morreu em novembro de 2019, em Mossoró, no Oeste potiguar, depois de bater a cabeça no chão ao cair durante uma brincadeira na Escola Municipal Antônio Fagundes. Emanuela Medeiros sofreu traumatismo craniano, foi socorrida pela direção do colégio e levada ao Hospital Regional Tarcisio Maia, no bairro Aeroporto, onde ficou internada, mas não resistiu e morreu tres dias depois. Muito cuidado com essa “brincadeira”. #balancogeral #recordtv Obs: essa garota do vídeo não é a menina que veio a óbito. O vídeo é apenas pra alertar país e professores. . . . #perigo #desafio #desafiodarasteira #chapadinha #maranhao #piaui #saopaulo #anapurus #brejoma

Uma publicação compartilhada por Blog William Fernandes (@william_fernandes) em