País

Raio de 709 km no Brasil bate recorde mundial

Raio de 709 km no Brasil bate recorde mundial

Nesta sexta-feira (26), o comitê da Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou que dois novos recordes ligados a relâmpagos foram estabelecidos. O primeiro deles foi registrado no Brasil, em 2018, e marcou o maior raio em distância horizontal. Já o segundo aconteceu na Argentina, no ano seguinte, e se refere ao relâmpago com maior duração.

O recorde brasileiro aconteceu em 31 de outubro de 2018, e mais que dobrou a marca anterior. Segundo os cientistas, os 709 km representam a distância entre Boston e Washington DC ou ainda duas vezes o espaço entre São Paulo e o Rio de Janeiro. O recorde anterior foi estabelecido em 2007, quando um raio de 321 km foi registrado em Oklahoma, nos Estados Unidos.

ReproduçãoImagem do raio que bateu o recorde de maior distância. Foto: Organização Meteorológica Mundial

A marca argentina aconteceu em 4 de março de 2019, no norte do país e registrou um relâmpago que se desenvolveu por 16,73 segundos. A maior duração anteriormente registrada era de 2012, na França, com 7,74 segundos.

Novas tecnologias

Os novos recordes só foram possíveis graças a novas tecnologias de imagem de satélites. “Estes são registros extraordinários de eventos de relâmpagos únicos. Os extremos ambientais são medições vivas do que a natureza é capaz, assim como o progresso científico em poder fazer tais avaliações”, afirmou Randall Cerveny, um dos chefes da OMM, que ainda destacou que é provável que fenômenos ainda mais extremos sejam encontrados.

A OMM também faz o alerta de que os raios representam um grande perigo para a população, e essas descobertas são importantes para a “segurança, engenharia e preocupações científicas”.

Via: Uol