País

Prisão em 2ª instância | Juíza concede alvará de soltura para DJ Rennan da Penha

Prisão em 2ª instância | Juíza concede alvará de soltura para DJ Rennan da Penha

DJ estava preso por tráfico e estava preso desde abril em Bangu 9

(Foto: Reprodução/Instagram)

A Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro confirmou ao portal da RedeTV!, no início da tarde desta sexta-feira (22), que foi concedido o alvará de soltura a Rennan da Penha, o DJ famoso pelo Baile da Gaiola

O documento foi expedido pela juíza Larissa Maria Nunes Barros Franklin Duarte. Com isso, o idealizador do Baile da Gaiola pode ser solto a qualquer momento. 

Rennan da Penha está preso desde abril no presídio Bangu 9, zona oeste do Rio de Janeiro, condenado por associação para o tráfico. Ele havia sido anteriormente em primeira instância.

A defesa de Rennan protocolou o pedido de soltura há 10 dias, logo após o Supremo Tribunal Federal (STF) mudar em julgamento o entendimento sobre a prisão em segunda instância. 

O caso já tinha tramitado na Justiça de primeira instância, após denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, e a juíza responsável pelo caso absolveu o artista. No entanto, o Tribunal de Justiça voltou atrás e condenou o DJ.

De acordo com a decisão, Rennan da Penha, juntamente com outro denunciado, exerceria a função de "olheiro", avisando sobre a movimentação de policiais a traficantes, além de atuar organizando bailes funk clandestinos na comunidade e de produzir música "enaltecendo o tráfico de drogas".

Idealizador do "Baile da Gaiola", evento que já chegou a reunir 25 mil pessoas em julho do ano passado, o artista participou, no Carnaval deste ano, do bloco da cantora Ludmilla, o Fervo da Lud. O artista também é conhecido por ações sociais. Morador do Complexo da Penha, na zona Norte do Rio de Janeiro, recentemente, Rennan da Penha distribuiu kits escolares a crianças do bairro.

Veja também!

>>> Caged registra criação de 70,8 mil postos de trabalho em outubro

>>> Ministro brasileiro participa, como convidado, das eleições à presidência do Uruguai

>>> Ex-governador Fernando Pimentel é condenado a 10 anos de prisão

Assista aos vídeos da RedeTV! no YouTube e inscreva-se no canal!