País

Polícia Federal investiga organização suspeita de traficar animais silvestres

Polícia Federal investiga organização suspeita de traficar animais silvestres

As investigações foram iniciadas em 2018, após quase 80 pássaros serem resgatados no Tocantins

A Polícia Federal está investigando pessoas suspeitas de integrar uma organização criminosa que pode estar envolvida no tráfico de animais silvestres no Tocantins e em outros estados.

Foto: Débora Ciany/TV Anhanguera

Os animais seriam capturados, transportados em gaiolas e comercializados. Na manhã de quinta-feira (13), uma operação policial foi realizada para prender suspeitos em Minas Gerais.

As investigações foram iniciadas sem 2018, após quase 80 pássaros serem resgatados em Cariri do Tocantins.

O objetivo da Operação Araracanga, segundo a PF, é cumprir dois mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão nas cidades de Contagem, Ribeirão das Neves e João Pinheiro, no estado de Minas Gerais. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Gurupi, no Tocantins. Aproximadamente 20 policiais integram a ação.

De acordo com a PF, a organização criminosa captura animais no Tocantins, na Bahia e no Pará e os leva para locais como Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP).

Caso sejam condenados, as penas dos suspeitos podem chegar a 16 anos de prisão. Eles devem responder por caça, receptação e organização criminosa.