País

No YouTube, internautas desejam força para filho de Michel Temer; canal tem 6,8 mil inscritos

No YouTube, internautas desejam força para filho de Michel Temer; canal tem 6,8 mil inscritos

Capturar 25 - No YouTube, internautas desejam força para filho de Michel Temer; canal tem 6,8 mil inscritos

Após a prisão do ex-presidente Michel Temer, internautas começaram a deixar comentários sobre o tema na página do filho dele, Michelzinho, no YouTube. Desde o final do ano passado, quando foram descobertos os vídeos nos quais ele contava sua rotina e jogava Fortnite, o número de inscritos no canal saltou de 456 para 6,8 mil.

Os recados, em maioria, são solidários, desejando força e afirmando que ele não tem culpa pelos atos do pai. Os comentários críticos também aparecem, mas são minoria.

“Parem de ficar comentando bobeiras aqui, ele não tem culpa e isso que vcs estão falando q o pai dele foi preso é a ultima coisa que ele quer ler. Deixem o garoto”, afirma o comentário de Gabriel, o mais curtido no canal dele. “Não desista do seu canal Michelzinho, você merece tudo de melhor, continua”, afirmou outro usuário. “Boas energias aí, filho, leve os erros do seu pai como exemplos e lições, supere isso e bola pra frente”, disse o usuário Felipe.

Michelzinho, de nove anos, está no YouTube desde 2016. O último vídeo postado foi no dia 10 de março, quando ele fez uma transmissão ao vivo. Enquanto jogava, ele ia respondendo aos comentários dos internautas. Um chegou a perguntar como estava a família e Michelzinho respondeu que estavam todos bem. Há duas semanas, ele postou um vídeo da casa onde ele estava em Itu.

Fonte: Gauchazh

Créditos: Gauchazh