País

Falso radiologista é preso acusado de estuprar menina de 12 anos em clínica

Falso radiologista é preso acusado de estuprar menina de 12 anos em clínica

raios x odontologico dabi atlante tipo coluna fixo D NQ NP 736184 MLB26704619885 012018 F - Falso radiologista é preso acusado de estuprar menina de 12 anos em clínica

Um homem que atuava como radiologista, mas sem o registro no Conselho de Técnicos em Radiologia, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (18) acusado de estuprar uma menina de 12 anos em uma clínica odontológica na zona sul de São Paulo. Depois de uma audiência de custódia, a Justiça converteu a prisão de temporária para preventiva, e Gabriel Chessa, de 19 anos, vai responder por estupro de vulnerável e exercício ilegal da profissão. Caso seja condenado, a pena pode chegar a até 15 anos de prisão.

Segundo a Polícia Civil informou ao UOL, a adolescente chegou à clínica Odonto Chessa para fazer um raio-x. Após alegar que não havia um colete extra contra radiação para a acompanhante, o jovem entrou sozinho com a paciente no laboratório. Lá dentro, vendou os olhos dela no momento em que seria feito um molde dos dentes e cometeu o abuso, de acordo com relatos da menina. Após sair da sala, a vítima relatou o episódio à mãe, que imediatamente chamou a polícia.

Depois da divulgação do caso, uma segunda vítima, de 19 anos, procurou a polícia, relatando o mesmo episódio que ocorreu com a menina de 12 anos, e reconheceu Chessa.

Em nota, o Conselho Federal de Odontologia de São Paulo informou que a clínica não tinha inscrição para funcionar e que vai instaurar um procedimento ético disciplinar contra os donos. O Conselho de Técnicos em Radiologia também confirmou que o jovem não tem registro profissional e que vai fiscalizar o estabelecimento.

Procurada pelo UOL, a clínica Odonto Chessa disse que não vai se pronunciar sobre o caso.

Segundo a Polícia Civil, as investigações seguem e buscam identificar o envolvimento do rapaz em outros crimes.

Fonte: UOL

Créditos: UOL