País

CORONAVÍRUS: Medo de contágio faz pais abandonarem crianças em aeroporto

CORONAVÍRUS: Medo de contágio faz pais abandonarem crianças em aeroporto

A maior migração anual de pessoas na China já começou, já que milhões de chineses estão voltando para suas cidades após o Ano Novo Lunar (Ano Novo Chinês). No entanto o medo do contágio pelo coronavírus (2019-nCoV) está dificultando o processo.

O controle da saúde está ficando mais rigoroso nos aeroportos, pois eles examinam os passageiros em busca de febre e impedem qualquer pessoa doente de embarcar no avião para que a infecção não se espalhe mais. No dia 23 de janeiro, nas primeiras horas da manhã, uma família de quatro pessoas foi parada pela imigração, pois o filho estava com febre e, portanto, não teve permissão para embarcar. No final, os pais ​​abandonaram seus filhos no aeroporto e decolaram sozinhos.

O incidente foi compartilhado por um internauta no Weibo (rede social chinesa) e teria acontecido no Aeroporto Internacional de Nanjing Lukou, informou o Oriental Daily. Os pais começaram a se agitar e atrasaram todo mundo que deveria estar no avião.

A companhia aérea mudou os portões de embarque várias vezes devido a esse problema, mas os pais ainda estavam fazendo barulho persistentemente. Aparentemente, os pais continuavam pedindo aos funcionários do aeroporto que deixassem eles embarcarem porque não estavam doentes. A segurança do aeroporto só poderia continuar tentando impedir a família de embarcar.

Finalmente, o assunto foi resolvido quando os pais abandonaram inesperadamente seus dois filhos pequenos, um menino e uma menina no aeroporto. Eles embarcaram no voo e deixaram seus filhos para trás sem se importarem com eles. A equipe de campo não teve escolha a não ser cuidar das crianças abandonadas.

Outro passageiro que estava no local também reclamou dos pais, dizendo que o vôo atrasou três horas por causa deles. Os internautas ficaram chocados com o fato de os pais poderem abandonar seus filhos assim. Alguns deles disseram que os pais deveriam ser impedidos de embarcar, assim como estavam em contato próximo com o filho doente e poderiam ser portadores de infecção.

LEIA MAIS

Brasil está em nível de alerta 1 contra o coronavírus; entenda

Sopa de morcego pode ter disseminado coronavírus na China

Minas investiga 1º caso suspeito de coronavírus em paciente de BH