País

Chacina de gatos dá origem a maior operação policial já realizada no RJ para apurar maus-tratos de animais

Chacina de gatos dá origem a maior operação policial já realizada no RJ para apurar maus-tratos de animais
Divulgação/Comissão de Saúde Animal da Câmara RJ

Uma megaoperação policial, com mais de 10 agentes, foi deflagrada na última terça-feira (04/08) para tentar encontrar os autores da chacina de mais de 30 gatos mortos por suspeita de envenenamento há uma semana na Praça Vantuil, em Vila Valqueire, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Acompanhada pela Comissão Especial de Saúde Animal da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, a operação contou com a presença de agentes do Núcleo de Dignidade Animal da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA) e também com apoio de policiais militares do Batalhão Ambiental.

O presidente da Comissão de Saúde Animal da Câmara RJ, o vereador Dr. Marcos Paulo explicou no local que dar uma resposta rápida à crueldade cometida contra os gatos da Praça Vantuil é fundamental para reprimir os maus-tratos a animais em toda a cidade.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“A chacina que ocorreu nessa praça é um marco e precisa ser reprimida de forma exemplar. Essa operação, a maior já realizada na cidade por conta de maus-tratos a animais é importante para mostrar que nós como sociedade não toleramos mais tanta violência contra os nossos animais”, ressalta o presidente da Comissão de Saúde Animal e também membro da Comissão de Direitos dos Animais da Câmara Municipal do RJ.

Os agentes da DPMA intimaram pessoas, solicitaram imagens de câmeras de comércios e residências no entorno da praça e também aguardam o laudo da necrópsia de gatos mortos para confirmar o envenenamento.

A operação, que mobilizou mais de 20 agentes públicos, também contou com a presença das protetoras que cuidam dos animais na Praça Vantuil e de técnicos da Subsecretaria de Bem Estar Animal do Município.

Ivana Moreira, a protetora que fez a denúncia das mortes dos gatos junto com a Comissão de Saúde Animal da Câmara, também acompanhou a operação e espera que os culpados pelo envenenamento sejam punidos. Ela conta que antes da mortandade maior, na semana passada, alguns gatos já vinham morrendo com sinais de envenenamento desde junho.