País

Brasileiros desenvolvem leite materno em pó

Brasileiros desenvolvem leite materno em pó

O leite materno é o alimento mais completo e que atende todas as necessidades nutricionais e de sais minerais das crianças até os 6 meses. Além disso, é essencial para o sistema imunológico e favorece a microbiota dos bebês. É recomendado pela OMS como alimento exclusivo até os 6 meses e como complemento até os 2 anos ou mais.

Quando retirado da mama, o alimento é altamente perecível e deve ser armazenado em refrigerador, o que acaba sendo um processo bastante complexo, principalmente para crianças que dependem do alimento dos Bancos de Leite.

Foi pensando em como melhor o armazenamento e transporte desse alimento entre os Bancos de Leite para que ele atenda mais crianças, que o professor Jesuí Vergílio Visentainer e a nutricionista Vanessa Javera, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos da Universidade Estadual de Maringá (UEM), desenvolveram uma técnica que une a liofilização e “spray drying” (secagem por pulverização) para transformá-lo em pó.

Por este feito, Jesuí e Vanessa foram os ganhadores da 19ª edição do Prêmio Péter Murányi, na área de alimentos. Criada em 1999, a Fundação Péter Murányi tem por objetivo reconhecer e premiar trabalhos que, de forma inovadora, melhorem a qualidade de vida das populações em desenvolvimento.

O leite humano em pó não só facilitaria o armazenamento, pois ele não precisará ficar em freezer, como também melhoria o transporte para os Bancos de Leite em todo o Brasil, atendendo mais crianças que necessitam. Ele pode ser coletado em um local e ser transportado para o outro bem longe porque, inclusive, a sua durabilidade também é maior.

Isso sem contar com a economia de energia e o risco baixo de contaminação, tornando o alimento seguro para os bebês.