País

BALANÇO DOS SEIS MESES: Sérgio Queiroz exalta Governo Bolsonaro, defende Reforma da Previdência e pede 'união em torno do bem comum'

BALANÇO DOS SEIS MESES: Sérgio Queiroz exalta Governo Bolsonaro, defende Reforma da Previdência e pede 'união em torno do bem comum'

Secretário Nacional de Proteção Global dos Direitos Humanos do Governo Federal, Sérgio Queiroz / Foto: Felipe Nunes

O secretário nacional de Proteção Global, o paraibano Sérgio Queiroz, fez um balanço positivo dos primeiros seis meses de trabalho à frente da pasta. Ele voltou a defender uma visão mais ampla sobre a aplicação dos Direitos Humanos no Brasil, ressaltou a importância da Reforma da Previdência para a recuperação da economia brasileira e pediu união do país em torno do bem comum.

Em entrevista à reportagem do Polêmica Paraíba, neste sábado (15), Sérgio Queiroz destacou que tem dado certo a  nova filosia de trabalho adotada pela Secretaria Global dos Direitos Humanos, observando a aplicação ampla dos Direitos Humanos sem perder de vista a rede de atenção do Governo Federal à população mais vulnerável.

“Brasília é um desafio de prudência, de diálogo e ao mesmo tempo de implantação de uma nova visão relacionada a direitos humanos, em que todos sejam beneficiados, e que tenhamos direitos humanos realmente para todos, não apenas como algo que se pensa para uma pequena parcela da sociedade”, explicou.

Sérgio Queiroz também fez elogios à gestão do presidente Jair Bolsonaro e defendeu a proposta de Reforma da Previdência como passo necessário para superar a crise econômica. “Estamos trazendo ferramentas de análise, de gestão, de processos, para que nós possamos fazer mais com o que se gasta, com o que se tem. Estamos em época de crise, precisamos aprovar a Reforma da Previdência. E enquanto isso, estamos trabalhando com a força de trabalho e a força orçamentária, tentando ampliar as ações e melhorando a gestão dos recursos públicos”, destacou.

Sérgio Queiroz ainda fez uma defesa pessoal de Jair Bolsonaro, enfatizando que o presidente preserva o mesmo discurso da campanha eleitoral e está cumprindo as pautas que prometeu nas eleições.  “É óbvio que há pessoas que não votaram nele e que têm suas insatisfações, mas ele tem sido coerente com tudo aquilo que ele falou. Ele quer aumentar o combate à corrupção, ao crime organizado; a gente precisa equacionar as contas públicas, e a gente precisa, de fato, entender que o Brasil precisa se unir em todo de um projeto para o bem comum. Eu entendo que o presidente tem cumprido tudo o que prometeu na campanha”, concluiu.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba