Mundo

Trabalhistas votarão contra qualquer acordo de May para Brexit

Trabalhistas votarão contra qualquer acordo de May para Brexit
  • +

Parlamentar afirmou que falta de definição para uma saída viável do Reino Unido da UE forçará primeira-ministra a deixar o cargo antes do Natal

Trabalhistas votarão contra qualquer acordo de May para Brexit

  • Reuters
    • por
Reino Unido deve deixar a UE em 29 de março de 2019

Reino Unido deve deixar a UE em 29 de março de 2019

REUTERS/Hannah McKay/10.9.2018

O Partido Trabalhista britânico, de oposição, votará contra qualquer acordo da primeira-ministra Theresa May para o , e a falta de uma definição para uma saída viável do Reino Unido da União Europeia a forçará a deixar o cargo antes do Natal, disse uma parlamentar trabalhista ao jornal Financial Times.

O Reino Unido deve deixar a UE em 29 de março, mas pouca coisa está clara sobre a separação. Até agora não existe nenhum acordo de desfiliação completo, e alguns rebeldes do Partido Conservador, da premiê, ameaçaram votar contra qualquer pacto se ela chegar a fechar algum.

Se o fizerem, o destino do governo May e de todo o processo de saída dependeria dos trabalhistas, uma vez que sem o apoio de todos os parlamentares de sua legenda ela não teria os 320 votos necessários no Parlamento.

Emily Thornberry, secretária de Relações Exteriores interina do Partido Trabalhista, disse ao FT que um acordo viável "simplesmente não acontecerá" com May.

Os trabalhistas estabeleceram seis testes para apoiar qualquer acordo do Brexit, mas Emily disse ver pouca chance de qualquer pacto firmado pela premiê satisfazer sua sigla.

"Não os vejo voltando com um acordo que passará em nossos seis testes e não os vejo voltando com um acordo que unirá o partido Tory, pelo amor de Deus", disse Emily ao jornal.

"Eles não são capazes de governar... ou teremos uma eleição geral no outono ou a teremos na primavera".

Copyright Thomson Reuters 2018