Mundo

Suíça não terá estado de emergência prorrogado

Suíça não terá estado de emergência prorrogado

A presidente da Suíça, Simonetta Sommaruga, anunciou nesta quarta-feira (27) que o estado de emergência pela pandemia da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, será encerrado em 19 de junho e não será prorrogado.

De acordo com a chefe de Estado, a partir desse dia, passará a vigorar um alerta menor ao atualmente vigente, com devolução de boa parte da autonomia administrativa dos cantões (estados) nacionais. Algumas medidas de prevenção deverão seguir sendo adotadas pela população, explicou a líder à agência de notícias "ATS".

"Podemos controlar o vírus, respeitando as regras de higienização e de distanciamento. Agora, a população deve se adaptar a uma nova normalidade", explicou a presidente do Conselho Federal.

O estado de emergência (chamado de situação extraordinária, oficialmente) foi declarado em 16 de março, quando o país estava entre os dez primeiros do mundo em número de casos e registrava cerca de mil novos casos diários.

Afrouxamento nas restrições

Há uma semana, a Suíça registra menos de 15 infecções por dia, Por isso, hoje também foi anunciado que o governo autorizará aglomerações ao ar livre de até 30 pessoas, a partir do sábado.

Em 6 de junho, reabrirão cinemas, teatros, zoológicos, campings e piscinas públicas, dentro do plano de relaxamento de medidas composto por três fases, que foi iniciado em 11 de maio.