Mundo

Presidente do Irã pode cancelar ida à ONU se não receber visto dos EUA

Presidente do Irã pode cancelar ida à ONU se não receber visto dos EUA

Hasan Rouhani aguarda um posicionamento do governo norte-americano sobre seu visto de entrada para definir se irá à Assembleia Geral da ONU

  • Reuters
    • por

      O presidente do Irã, Hassan Rouhani, pode cancelar sua viagem a Nova York na semana que vem para a Assembleia Geral da ONU se os EUA não emitirem vistos para ele e seu ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, nas próximas horas, disse a mídia estatal iraniana nesta quarta-feira (18).

      As se agravaram desde que o presidente norte-americano, Donald Trump, retirou seu país no ano passado de um acordo internacional firmado em 2015 para Teerã conter seu programa nuclear em troca de uma amenização das sanções.

      O clima piorou nos últimos meses na esteira de ataques a navios-petroleiros no Golfo Pérsico e a instalações petrolíferas da Arábia Saudita que os Estados Unidos atribuíram ao Irã.

      Os EUA colocaram Zarif em uma lista suja no final de julho, impondo sanções que bloqueariam quaisquer propriedades ou interesses que ele tenha nos EUA, mas o chanceler diz não tê-los.

      A agência de notícias estatal iraniana Irna relatou que a visita de Rouhani e Zarif a Nova York para a Assembleia Geral dos 193 membros da ONU "provavelmente será cancelada se seus vistos não forem emitidos nas próximas horas".

      Conforme o "acordo de sede" de 1947 da ONU, geralmente se pede aos EUA que permitam que diplomatas estrangeiros tenham acesso à ONU. Mas Washington diz que pode negar vistos por motivos de "segurança, terrorismo e política externa".

      O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que a entidade está em contato com os EUA "de forma a resolver todos os problemas de vistos pendentes em relação às delegações" e que espera que o impedimento possa ser solucionado.

      Copyright © Thomson Reuters.