Mundo

Ladrões roubam joias avaliadas em R$ 9 milhões de castelo na França

Ladrões roubam joias avaliadas em R$ 9 milhões de castelo na França

Seis pessoas encapuzadas, sem armas e sem uso de violência assaltaram o cofre do local. Autoridades sugerem que assaltantes conheciam o local

Ladrões roubam joias avaliadas em R$ 9 milhões de castelo na França

Da EFE

Os proprietários do castelo de Vaux-le-Vicomte, na França, famoso por ter despertado a inveja de Luis XIV e sua decisão de criar Versalhes, foram surpreendidos durante a noite de quarta-feira (18) por seis pessoas encapuzadas que os algemaram para levar suas jóias, avaliadas em 2 milhões de euros (cerca de R$ 9 milhões).

Os donos do castelo, Patrice de Vogüé e sua esposa Cristina, com mais de 90 anos de idade, estão em bom estado de saúde, embora ainda estejam assustados pelo ocorrido, disse a Promotoria de Melun, à agência EFE.

"O roubo de que os proprietários de Vaux-le-Vicomte foram vítimas na noite passada não afetou as coleções do castelo. Ocorreu em um apartamento particular. Os proprietários estão bem. O castelo permanece aberto ao público nos horários habituais", disse a direção do local no Twitter.

Às 4h (hora local), seis pessoas encapuzadas, sem armas e sem uso de violência, assaltaram o cofre onde as joias estavam guardadas. O modus operandi sugere às autoridades que os ladrões conheciam o local.

O castelo de Vaux-le-Vicomte é hoje a maior propriedade privada da França e recebe anualmente mais de 250 mil visitas.

A grandeza que emerge hoje lembra, mais de três séculos depois, o caráter caprichoso do Rei Sol, que começou a cultivar a lenda de um monarca onipresente quando levou o dono do Vaux-le-Vicomte à desgraça.