Mundo

Kirchner comparece à 4ª audiência de julgamento por corrupção

Kirchner comparece à 4ª audiência de julgamento por corrupção

Ex-presidente é acusada chefiar uma quadrilha que cometeu crimes em concessão de obras públicas enquanto esteve no poder entre 2007 e 2015

Cristina Kirchner comparece à 4ª audiência de julgamento por corrupção

Da EFE

A ex-presidente da Argentina compareceu na manhã desta segunda-feira (10) à quarta audiência do julgamento no qual é enquanto esteve no poder entre 2007 e 2015.

A audiência, que começou pouco antes das 10h (horário de Brasília) em Buenos Aires, continua com a leitura das acusações fundamentadas pelos promotores do caso, Gerardo Pollicita e Ignacio Mahiques.

Como já é habitual, a atual senadora e pré-candidata à vice-presidência do país para as eleições de outubro não falou com a imprensa e se sentou ao lado do advogado Carlos Beraldi na última fileira de assentos destinada aos acusados.

Mais à frente ficaram os já detidos ex-ministro de Planejamento Federal Julio De Vido e o empresário Lázaro Báez, entre outros acusados. Atrás, separados por um vidro, ficam espectadores que chegaram para apoiar a ex-governante.

Na segunda-feira passada, Cristina não compareceu à terceira audiência e justificou que tinha atividade parlamentar no Senado, a única situação para a qual foi autorizada a se ausentar do tribunal nas primeiras sessões.

Esta é a primeira audiência oral de Cristina Kirchner, que é julgada pelo suposto direcionamento de concessões de obras públicas na província de Santa Cruz — onde nasceu seu marido, o ex-presidente Néstor Kirchner — a favor de empresas de Báez, ex-colaborador e amigo do casal.

Segundo a acusação, nos 12 anos de mandatos kirchneristas foram concedidas a Báez mais de 50 obras, 80% do total nesse distrito. Muitas delas ficaram inacabadas, custaram mais do que deveriam ou eram desnecessárias.