Mundo

Governo dos EUA cancela norma que ameaçava estudantes estrangeiros

Governo dos EUA cancela norma que ameaçava estudantes estrangeiros

A ICE, a agência de imigração do governo dos EUA, anunciou nesta terça-feira (14) que rescindiu a ordem, emitida no último dia 6, que previa a deportação de milhares de estudantes estrangeiros que cursarão o próximo semestre com conteúdo online. A diretriz pretendia forçar a reabertura das escolas fechadas pela pandemia do novo coronavírus, defendida pelo presidente Donald Trump.

Leia também: 'Ver nossos alunos com medo da deportação nos afeta muito'

A decisão foi anunciada durante uma audiência na Justiça Federal em Boston, de um processo movido pela universidade de Harvard e o MIT, contra a decisão do governo. Outros processos, como um movido pela Califórnia e outro anunciado na segunda, com 17 estados, também contestavam a diretriz da agência.

Em um comunicado, a ICE afirmou que as diretrizes publicadas em 9 de março, no início da pandemia do novo coronavírus, voltarão a valer em todo o território norte-americano e os estudantes poderão fazer seus cursos no país mesmo se o conteúdo for ministrado inteiramente à distância.

1 milhão de estudantes

O temor das instituições era perder até 1 milhão de estudantes estrangeiros e fechar o mercado educacional dos EUA para futuros interessados, além de acabar com o planejamento para o próximo semestre, que começa em setembro.