Mundo

Em meio a crise e protestos, premiê libanês propõe antecipar eleições

Em meio a crise e protestos, premiê libanês propõe antecipar eleições

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, disse neste sábado (8) que a saída para a atual crise política e econômica no país deve ocorrer por meio da antecipação das eleições. A declaração surge enquanto as ruas de Beirute estão tomadas por milhares de manifestantes, com dois ministérios ocupados por grupos, aparentemente liderados por militares da reserva.

Na última terça-feira, a capital do Líbano, Beirute, foi palco de uma grande explosão em um armazém no porto que causou a morte de 158 pessoas e deixou cerca de 5 mil feridas, além de graves danos materiais.

No local do incidente estavam armazenadas de forma irregular 2.750 toneladas de nitrato de amônio, o que gerou a indignação da população, e um protesto contra o governo e outras autoridades foi convocado para este sábado em frente ao Parlamento do país. Logo no início da manifestação, houve confronto entre os participantes e policiais.

"Convido as partes a chegarem a um acordo sobre o próximo passo (...) Proporei na segunda-feira (a reunião do) no governo a convocação de eleições antecipadas", disse Diab em discurso transmitido pela televisão.