Mundo

Deputado britânico é afastado por agredir ativista do Greenpeace

Deputado britânico é afastado por agredir ativista do Greenpeace

Incidente foi captado por câmeras de televisão, que mostraram momento em que Mark Field retém jovem de maneira agressiva e a empurra contra coluna

Político agride jovem no Reino Unido

Da EFE

O deputado conservador Mark Field foi suspenso do cargo de secretário de Estado de Exteriores após empurrar de forma agressiva uma ativista do durante um jantar de gala em Londres, segundo informou o governo nesta sexta-feira (21).

O incidente foi captado pelas câmeras de televisão, que mostram o momento em que Field retém a ativista de maneira agressiva, a empurra contra uma coluna, a pega pelos braços e a leva para fora do local diante do olhar dos convidados.

O Greenpeace acusou nesta sexta-feira o deputado conservador de agressão e manifestou sua "perplexidade" pelo incidente.

A residência de Downing Street, escritório oficial da primeira-ministra interina, Theresa May, afirmou hoje que Field foi suspenso enquanto se investiga o ocorrido na noite passada.

"A primeira-ministra viu as imagens e as considerou muito preocupantes. A polícia assinalou que está analisando o ocorrido", declarou uma porta-voz de Downing Street.

Field pediu desculpas pelo incidente ocorrido quando o titular de Economia, Philip Hammond, estava pronunciando um discurso na Mansion House, a residência oficial do prefeito da City de Londres, centro financeiro da capital britânica.

O político argumentou que agiu de forma "instintiva" pois temia que a mulher pudesse estar armada, mas o Greenpeace criticou a forma violenta com a qual Field reagiu.

O próprio secretário de Estado de Exteriores pediu que o governo inicie uma investigação sobre seu comportamento.

"Na confusão, muitos convidados se sentiram ameaçados e quando uma manifestante passou ao meu lado em direção à mesa principal, eu reagi de maneira instintiva", alegou em comunicado o secretário de Estado, a cargo da área Ásia/Pacífico do Ministério das Relações Exteriores britânico.

"Não havia segurança nesse momento e, por um segundo, me preocupei sinceramente que ela pudesse estar armada", acrescentou Field.

Um porta-voz da câmara municipal do distrito financeiro de Londres sustentou que investiga a segurança de ontem à noite na Mansion House e que a revisará em relação com futuros eventos.

Enquanto o ministro falava sobre a recuperação da economia britânica após a recessão de dez anos atrás, várias mulheres ecologistas vestidas de vermelho entraram no grande salão onde acontecia o evento protestando contra a crise climática.

Nesse momento, uma delas começou a caminhar perto de uma mesa, com a pretensão de chegar até onde estava Hammond, e foi então que Field decidiu impedi-la de avançar mais.

"A manifestante em questão esperava discutir sobre a mudança climática e as reformas econômicas que necessitamos dos agentes financeiros e banqueiros no jantar", esclareceu o Greenpeace em uma nota.

Por sua vez, a porta-voz para Mulheres e Igualdade do opositor Partido Trabalhista, Dawn Butler, classificou em um tuíte a agressão como "horrível" e pediu a demissão de Field.