Mundo

Depende da aval de Bolsonaro | MPF apoia candidatura brasileira ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Depende da aval de Bolsonaro | MPF apoia candidatura brasileira ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

O Ministério Público Federal (MPF) expressou hoje apoio à candidatura brasileira ao Conselho de Direitos Humanos (CDH) da Organização das Nações Unidas (ONU). As eleições para o biênio 2020/2022 serão realizadas em 16 de outubro, com Brasil, Venezuela e Costa Rica disputando as duas vagas reservadas à América Latina.

Secretário de Direitos Humanos e Defesa Coletiva da Procuradoria-Geral da República, Ailton Benedito de Souza, responsável por assinar o documento, destacou o compromisso do Estado e da sociedade com a prevalência dos direitos humanos.

O texto destacou a redução de 21,3% do número de homicídios dolosos entre janeiro e maio deste ano (16.198) em comparação com os cinco primeiros meses do ano passado (20.593); queda de 11,9% em relação ao crime de estupro no mesmo período; queda nas estatísticas de tentativa de homicídio (8,2%) e de roubos de veículos (26,7%).

Para Ailton, mesmo que os índices não sejam os ideais, "mostram resultados palpáveis do compromisso do Estado brasileiro e da sociedade, que estão agindo no plano interno, promovendo concretamente os direitos humanos, podendo fazê-lo, igualmente, no plano internacional, sobremodo no CDH".

O documento agora segue para as mãos do presidente (PSL), que precisa decidir sobre a candidatura do Brasil ao CDH da ONU.