Mundo

Buscas por desaparecido na Turquia mobiliza centenas de especialistas

Buscas por desaparecido na Turquia mobiliza centenas de especialistas

Centenas de especialistas estão trabalhando durante todo o sábado (25), no resgate de desaparecidos em consequência do terremoto que aconteceu ontem na cidade de Elazig, no sudeste da Turquia, que já deixou 22 mortos, segundo a última atualização das autoridades.

A estimativa das equipes que estão trabalhando nas buscas é de que 18 pessoas estejam soterradas embaixo dos escombros de três edifícios que caíram na região, quando o tremor, de 6,8 graus na escala Richter, foi registrado.

Cerca de 20 horas após o terremoto, foram resgatadas 44 pessoas que estavam soterradas, embora duas delas, uma mãe e o filho dela, tenham morrido posteriormente, em um hospital da região.

Além de centenas de especialistas neste tipo de resgate, que estão espalhados pela região, as equipes ainda contam com 18 cães farejadores, segundo detalhou a agência de notícias Anadolu.

A expectativa era conseguir realizar os resgates antes do anoitecer, devido a ausência de luz natural e também a intensa queda de temperatura, que tem ficado em torno de zero grau na região.

Ao todo, 1.200 pessoas foram encaminhadas para unidades hospitalares, embora apenas 300 estivessem feridas. Cerca de 120 foram internadas e 30 delas coram para centros de tratamento intensivo, confirme explicou o ministro da Saúde, Fahrettin Koca.

Certa de 30 prédios desabaram completamente, cinco em Elazig e 25 na cidade vizinha de Malatya, onde morreram quatro pessoas.

O epicentro aconteceu no pequeno município de Sivrice, a uma profundidade de 8 quilômetros. Cerca de 24 horas após o terremoto, mais de 400 réplicas foram registradas, sendo 14 acima da magnitude 4 na escala Richter.