Mundo

Apresentadora pede para que defensor da ditadura se retire de programa no Chile

Apresentadora pede para que defensor da ditadura se retire de programa no Chile

Diferente do que acontece no Brasil, onde grandes meios de comunicação abrem espaço para defensores da ditadura militar e para pessoas que exaltam torturadores, no Chile este tipo de atitude foi repudiada veementemente.

Na última sexta-feira (29), durante o programa matinal Benevinidos 13, Hermogenes Pérez de Arce foi convidado a se retirar do estúdio. O ex-colunista de um importante jornal chileno é reconhecidamente um defensor da ditadura de Augusto Pinochet.

Durante o debate no programa sobre os protestos que estão havendo no país, Arce foi perguntado sobre as violações de direitos humanos que estão sendo cometidas pelo governo. “Neste momento (direitos humanos) não são importantes. O importante é combater o crime que está devastando o país. ”

A resposta fez com que a apresentadora Tonka Tomicic pedisse para ele sair do estúdio. “Com licença. Quero perguntar, por favor, se você pode se retirar. Eu não acho aceitável o que você está fazendo”.

Depois, Tomicic pediu desculpas aos demais convidados do programa e ao seu público. “Sinto muito por ter cometido uma indignação no nível do canal, mas isso é muito doloroso para o Chile. Não vivi a ditadura como vocês, mas não podemos permitir que nossa história seja negada ”, concluiu.

Veja o vídeo: