Geral

Vem aí o Observatório da Imprensa paraibana; entenda

Vem aí o Observatório da Imprensa paraibana; entenda

O Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (PPJ) da Universidade Federal da Paraíba deve incluir a Paraíba, ainda este ano, na Rede Nacional de Observatórios de Imprensa (Renoi), com a criação de uma Rede Paraibana de Observadores da Imprensa (Repoi).

A rede estadual reunirá jornalistas profissionais e professores de jornalismo que se dedicarão voluntariamente à análise crítica de material jornalístico divulgado na Internet (blogs, sites, portais etc.), mídia impressa (jornais e revistas) e eletrônica (rádio e tevê).

O interesse da UFPB em abrigar a Repoi foi confirmada ontem (3) pela professora Zulmira Nóbrega, coordenadora do PPJ, à sua colega Sandra Moura, professora do mesmo programa e membro de um grupo de jornalistas do qual nasceu a proposta do Observatório.

Assim como a rede nacional, o objetivo central da Repoi é produzir crítica de mídia e fazer dos seus conteúdos relevante subsídio à melhoria do jornalismo paraibano, contribuindo ainda para a qualificação e desempenho ético dos profissionais e empresas da área.

Um blog a ser formatado pelo também professor e jornalista Carmélio Reynaldo abrigará a produção dos integrantes da Repoi, sigla que muito provavelmente será rebatizada para homenagear um expoente do jornalismo paraibano reconhecido por toda a sua categoria.

Publicamente, a Repoi poderá ser identificada, por exemplo, como Observatório Gonzaga Rodrigues, jornalista e escritor que na presidência da Associação Paraibana de Imprensa (API) articulou junto à UFPB a criação do Curso de Comunicação Social da instituição, em 1977.