Geral

Transposição do São Francisco em Monteiro: Barragem está com o volume baixo para atingir canal e, água não chegará até dezembro de 2019

Transposição do São Francisco em Monteiro: Barragem está com o volume baixo para atingir canal e, água não chegará até dezembro de 2019

Isnaldo Costa e Sérgio Lustosa

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), responsável pela Transposição do Rio São Francisco, através Gustavo Canuto garantiu que o reservatório de Campos, que fica no município vizinho de Sertânia (PE), de onde a água vai partir para a Paraíba, seria reabastecido neste mês de novembro e, posteriormente, haveria o bombeamento para Monteiro. A promessa foi feita na visita que o ministro Canuto fez a Paraíba na última segunda-feira (11).

No entanto, o técnico Isnaldo Costa visitou a barragem Barro Branco e observou que o volume está  bastante baixo em relação ao nível de sangria para atingir o canal e essa água não chegará até dezembro deste ano ao Açude Epitácio Pessoa, que ainda pode atender as demandas requeridas, mas destacou a importância da racionalidade

“Vista da Barragem Barro Branco, municipio de Custódia ,distante a 9 km da EB6 (sentido Monteiro), com um volume bastante baixo em relação ao nível de sangria para atingir o canal. A distância da Barragem de Barro Branco até o Emboque do Túnel, são 13 km e deste até ao Desemboque da Galeria em Monteiro, são 15 km. A partir deste ponto são 140 km até o Açude Epitácio Pessoa. Diante da vazão liberada e do grande percurso, a água não chegará até dezembro de 2019 ao Aç Epitácio Pessoa. Informo ainda, com o volume atual 81.278.450 m3 (17,4%), o Aç Epitácio Pessoa, atenderá as demandas requeridas. Ressaltamos sempre, que a RACIONALIDADE acima de tudo”.

Confira o vídeo da visita feita pelo técnico

Isnaldo Costa e Sérgio Lustosa

Isnaldo Costa e Sérgio Lustosa

WhatsApp Image 2019 11 14 at 20.47.28 - Transposição do São Francisco em Monteiro: Barragem está com o volume baixo para atingir canal e, água não chegará até dezembro de 2019 - VEJA VÍDEO  Isnaldo Costa e Sérgio Lustosa