Geral

Segundo a Aneel | Distribuidora de energia da Enel em Goiás é multada em R$ 44 mi

Segundo a Aneel | Distribuidora de energia da Enel em Goiás é multada em R$ 44 mi

A distribuidora de eletricidade Enel Goiás foi multada pelo órgão regulador goiano em 44,2 milhões de reais devido ao descumprimento de aspectos técnicos de operação e manutenção, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta quarta-feira.

O auto de infração, emitido na véspera pela Agência Goiana de Regulação (AGR), soma-se a uma punição anterior à empresa controlada pela italiana Enel, de 62 milhões de reais, após uma fiscalização comercial em meados de 2019.

As penalidades vêm em momento em que a Enel sofre severas críticas públicas por parte do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que acusa a elétrica de não ter melhorado a qualidade do serviço no Estado.

Em janeiro, Caiado chegou a sugerir que a Enel vendesse a unidade de Goiás, quando disse também que pretendia buscar uma solução junto ao governo federal para a disputa com a empresa.

Procurada, a Enel não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

A Enel controla a distribuidora em Goiás desde 2017, após ter vencido no final de 2016 o leilão de privatização da estatal Celg-D, que era controlada pela Eletrobras e pelo governo goiano, ao apresentar o único lance pela companhia, de cerca de 2,2 bilhões de reais.

No final do ano passado, quando já sofria críticas de Caiado, a Enel disse que "herdou uma rede elétrica em condição precária após 10 anos de falta de investimentos na gestão estatal" e destacou que já havia investido mais de 2 bilhões de reais na rede da região.

Segundo a Aneel, a fiscalização que levou à mais recente multa contra a empresa foi realizada em outubro de 2019 e apontou 41 não conformidades, entre as quais, prestação inadequada do fornecimento de energia elétrica e falhas nos procedimentos de operação e manutenção.