Geral

Privacidade | Ex-executivo da Amazon diz que desliga Alexa para conversar

Privacidade | Ex-executivo da Amazon diz que desliga Alexa para conversar

A polêmica envolvendo a (falta de) privacidade em torno da Alexa, assistente de voz inteligente da Amazon, parece não ter fim.

Desta vez, a revelação de um ex-executivo da Amazon à BBC está repercutindo na imprensa internacional.

Robert Fredrick, que foi gerente do Amazon Web Services, afirmou ao veículo que desliga os aparelhos Echo quando quer ter um momento particular. "Não quero que certas conversas sejam ouvidas por humanos", afirmou ele.

O ex-executivo, no entanto, despistou ao ser questionado sobre quais falas prefere ocultar de sua ex-companhia. "São conversas que sei de fato que não devem ser compartilhadas, então desligo esses dispositivos de escuta em particular".

A Amazon já afirmou, no ano passado, que seres humanos ouvem "menos de 1% das gravações" feitas pelo Alexa. "Levamos a sério a segurança e a privacidade das informações pessoais de nossos clientes", explicou a companhia de Jeff Bezos.