Geral

Nossa Cozinha | Bobó de camarão cremoso é marca de Tereza Paim; prove a receita da chef

Nossa Cozinha | Bobó de camarão cremoso é marca de Tereza Paim; prove a receita da chef

A culinária baiana é uma mistura rica de temperos, aromas e sabores, resultante da miscigenação dos povos que ocorreu no Brasil. E a expressão dessa cultura gastronômica é evidente no trabalho da chef Tereza Paim.

Em uma linda casa amarela no Rio Vermelho, em Salvador, na Bahia - "templo de Iemanjá", como define o site do restaurante Casa de Tereza -, a chef utiliza as técnicas da cozinha francesa, sua base culinária, para aprimorar ainda mais os pratos maravilhosos de sua terra, como o clássico bobó de camarão, sem mexer no sabor.

O bobó de camarão é um prato que traz em sua formação um legítimo representante do povo brasileiro, a mistura do negro africano, do português e do índio", conta Tereza.

"Tem a mandioca, indígena, o cozimento com dendê, que é bem africano, e o domínio dos frutos do mar, herança portuguesa", explica ela.

Tereza Paim, do Casa de Tereza - Will Recarey - Will Recarey
Tereza Paim, do Casa de Tereza
Imagem: Will Recarey

Além disso, o prato é tradicionalmente preparado em panela de barro, o que também remete ao povo luso, especialmente os habitantes dos Açores, que têm o costume de usar esse tipo de utensílio em seus preparos.

Aprenda a fazer o bobó de camarão de Tereza Paim

Bobó de Camarão

Dificuldade Médio
4 porções
Ver receita completa

Bobó 2.0

Em receita clássica não se mexe muito. Mas Tereza aprimorou o bobó usando técnicas para mexer em sua textura, tornando o creme de mandioca ainda mais aveludado. Hoje, o prato é o carro-chefe da Casa de Tereza, servido por enquanto apenas em delivery, mas, em breve, com o salão reaberto para receber o público depois da pandemia de covid-19.

Para Tereza Paim, bobó carrega identidade brasileira e, claro, baiana - Luna Garcia - Luna Garcia
Para Tereza Paim, bobó carrega identidade brasileira e, claro, baiana
Imagem: Luna Garcia

"O sabor é o mesmo, o que fiz foi melhorar a textura, usando o thermomix [aparelho que processa e cozinha ao mesmo tempo] e adicionando um caldo bem rico com as cascas do camarão", explica a chef. Com essas técnicas, ela consegue um creme bastante sedoso e garante que o camarão fresco fique no ponto certo.

Para fazer em casa e obter um excelente resultado, Tereza ensina que é preciso cozinhar muito bem a mandioca, até ela começar a desmanchar. "O principal é cozinhar a raiz com pouca água, ir adicionando mais líquido aos poucos, até ficar bem macia, antes de preparar o creme", diz ela. O camarão seco entra para dar um toque defumado, típico do bobó.