Geral

No Instagram | Fakes de jogadores de Free Fire cobram por posts e Stories

No Instagram | Fakes de jogadores de Free Fire cobram por posts e Stories

Nobru, do Corinthians, tem perfil verificado no Instagram, mas ainda assim aparecem fakes se passando por ele

Sósias de jogadores de futebol costumam fazer sucesso no Brasil. A semelhança física, que muitas vezes nem é tão grande, rende dinheiro e gera situações, no mínimo, engraçadas – como o caso do time de "cópias" do Flamengo no ano passado, que virou amuleto do time ao longo da temporada. Nos eSports, quem vem se aproveitando de uma situação semelhante são os donos de perfis falsos de grandes astros – especialmente do Free Fire, game mais popular do país no momento.

Campeão mundial pelo Corinthians no Battle Royale, Bruno "Nobru" é um claro exemplo disso. Antes de conseguir a marca de verificado para seus perfis no Twitter e no Instagram, o jogador viu muitos trapaceiros se aproveitarem da situação para se passarem por ele – ganhando, inclusive, dinheiro com isso. Um cenário bizarro, mas fértil para oportunistas.

À esquerda, um dos fakes que se passam por Nobru, do Corinthians. À direita, post da conta verdadeira, verificada pelo Instagram

Eu tenho fake com 500 mil seguidores. O problema, além disso, é que usam minha imagem para ganhar em cima disso, divulgando pessoas e cobrando. Muitos fãs não sabem diferenciar. É complicado – Nobru, pro-player do Corinthians.

Figuras como Rodrigo "El Gato", que acumula quase 3 milhões de seguidores no Instagram e 7,2 milhões no YouTube, e Lucio "Cerol" também sofreram com a situação. Há até mesmo uma tabela de preços para diferentes tipos de postagens nas redes sociais. Um story, passageiro e com duração de 24 horas, R$ 10. Um post no feed, R$ 25. Há até opções de pacotes (!!!). Um "mercado" estruturado à base de trapaças.

Basta uma busca simples com o nome de qualquer um dos pro-players e influenciadores para encontrar alguns fakes. Algumas contas repostam fotos publicadas pelos originais, simulando situações do dia-a-dia, como treino ou dia de campeonato. E, pelos comentários dos seguidores, parece que muita gente não percebe que está seguindo um "falso Nobru".

Tabela de preços inclui Stories e posts no feed – preços vão de R$ 10 a R$ 50

A situação reforça não só a necessidade de cuidado e profissionalismo por parte das organizações que acolhem os jogadores de eSports, como a atenção das plataformas aos profissionais que influenciam tantas pessoas – em sua maior parte, jovens que têm os pro-players como ídolos e exemplos.

Isso atrapalha muito porque muita gente que acompanha a gente no YouTube e diversas plataformas acha que tá seguindo a gente e às vezes é fake. Alguns jogam sujo, mandam mensagem pra outras pessoas se passando pela gente, pra se beneficiar de alguma coisa e isso é complicado porque a galera não sabe qual é o perfil verdadeira. Eu sofro muito com isso – Victor, pro-player da LOUD.

Cerol e Level Up, do Corinthians, e todo o time da LOUD (Vini, Shariin, Victor e Bradoock), por exemplo, ainda não foram verificados no Instagram. Apurei que todos – com mais de 1,5 milhão de seguidores – já fizeram o pedido formal para a plataforma do Facebook e não conseguiram o importante "v" azul. Já o Twitter eliminou a conta fake que se passava pelo streamer Cerol utilizando a @cerolzera (a mesma utilizada no Instagram) e devolveu a ele a real identidade.

"Desgasta a imagem, né. Alguém se passando por você, cobrando dinheiro dos outros, falando por mim. E como vão saber se sou eu ou não? É complicado", desabafa Cerol.

Fakes de Cerol, do Corinthians, no Instagram

Instagram dá orientações

Em resposta ao START, o Facebook, dono do Instagram, comentou a existência de fakes e o processo para verificar contas.

"Se passar por outra pessoa no Instagram é uma violação das nossas políticas e removemos contas impostoras assim que tomamos conhecimento delas. Encorajamos os membros da nossa comunidade a denunciar contas que acreditam violar as nossas políticas por meio das nossas ferramentas de denúncia. As contas impostoras indicadas pela reportagem já foram removidas do Instagram", disse um porta-voz do Facebook.

Como denunciar fakes

Se você encontrar contas fake por aí, pode ajudar a denunciar, seguindo o passo-a-passo sugerido pelo Instagram:

Como pedir verificação

Já se você é um pro-player ou streamer que está se sentindo prejudicado por não ter verificação no Insta, pode fazer o pedido diretamente pelo aplicativo, seguindo o caminho Configurações > Conta > Solicitar verificação.

O Instagram deixa claro que "o envio de uma solicitação não é garantia de que ela será verificada", mas que as contas que se encaixarem nos critérios serão aprovadas. 

Enquanto isso, o filtro para saber com quem se está lidando é fundamental, tropa! Então fiquem atentos e confiram abaixo alguns perfis "real oficial" de alguns pro-players e streamers de Free Fire:

View this post on Instagram

A foto mais pesada do seu Instagram, ou estou errado? 😅

A post shared by Cerol (@cerolzera) on