Geral

Leo Dias | Bruno Maffei diz que Pugliesi sabia que seu dinheiro era ilícito

Leo Dias | Bruno Maffei diz que Pugliesi sabia que seu dinheiro era ilícito

A história contada ontem, aqui na Coluna Leo Dias, por Bruno Maffei, ex-integrante da série "Alto Leblon", do Canal E!, defendendo-se das acusações de venda de bolsas falsas e de ter embolsado o dinheiro arrecadado em um evento beneficente, é fichinha perto da verdade que ele resolveu contar no dia seguinte.

Pela primeira vez publicamente, Maffei revelou que a sua vida de luxo era fruto do estelionato praticado por seus pais, Benedito Maffei e Antonia Cavalcante, falecidos em 2014, vítimas de uma overdose de álcool com remédios. Entre os crimes cometidos pelos pais, há remessas ilegais de dinheiro para fora do país, agiotagem, e citação dos nomes de ambos na Operação Lava Jato. Resumo: nada era lícito naquele apartamento do Alto Leblon, onde Bruno vivia.

Essa nova versão de Bruno dá a entender que, realmente, ele não precisava cometer pequenos delitos, tamanha a fortuna que o cercava. E era justamente essa fortuna, segundo Bruno, que fazia com que ele tivesse tanto dinheiro.

Maffei ficou conhecido nacionalmente - dentro da "bolha" do mundo da internet - por ser o melhor amigo da blogueira fitness Gabriela Pugliesi. Eles se conheceram bem antes de Pugliesi ser uma celebridade, há cerca de 10 anos, quando a moça era funcionária de Bruno na empresa Groupon.

Ao longo dos anos, a amizade se solidificou. A fama chegou para Gabriela e seu holofote era tão poderoso, que iluminava também Bruno. Ambos amavam a vida de celebridade. A vida deles era acompanhada pela primeira geração do Instagram, uma vida de luxo, regada com muito jantares e viagens internacionais. E é aí que entra a principal acusação de Bruno contra Pugliesi. O rapaz diz que Gabriela sempre soube da origem ilícita de seu dinheiro. E, segundo ele, jamais se importou com isso.

"Ela sabia da ligação da minha família com a contravenção. E, aliás, tirou muito proveito disso", diz referindo-se, principalmente, a viagens internacionais pagas com o dinheiro ilegal. "A viagem que fizemos para as Maldivas em 2015 foi toda paga com o dinheiro da minha família. Só de passagens foram 60 mil reais."

Erasmo Viana, Gabriela Pugliesi, Bruno Maffei e Isabela Lourenço Soller - Reprodução/Instagram
Erasmo Viana, Gabriela Pugliesi, Bruno Maffei e Isabela Lourenço Soller
Imagem: Reprodução/Instagram

A relação entre Gabriela e Bruno começou a azedar quando começaram a pipocar as denúncias contra ele. Inevitavelmente, o nome dela acabava sendo afetado. A decisão da blogueira fitness, em nome de sua imagem púbica, de tirar Bruno de vez de sua vida foi tomada logo após a viagem a Grécia, em 2016. Desde então, o contato entre eles foi inexistente.

A declaração de Pugliesi, nesta terça (19), na coluna, deixou Bruno bastante surpreso e chateado. Por isso, ele retornou a ligação à coluna, revelando esta nova parte da história. "Pugliesi é fruto de um meio medíocre. Ela só ficou ao meu lado enquanto era lucrativo para ela, até porque eu pagava muita coisa. Cheguei a gastar 100 mil reais na loja da mãe dela, só para dar lucro a ela", lembra Maffei.

A Coluna enviou para Gabriela a íntegra deste texto e disse ser fundamental que ela apresentasse sua defesa às acusações de Bruno. Ela, no entanto, disse apenas: "Deus tá vendo! Eu tô TRANQUILA e é assim que eu vivo minha vida, de consciência tranquila! Não tenho nada a declarar!". A Coluna insistiu por mais palavras, e a musa fitness disse: "Na verdade, eu não quero dizer nada! Tô em paz."

A Coluna tentou confirmar as informações fornecidas por Bruno em relação à origem ilícita da fortuna dos pais, mas não conseguiu encontrar qualquer vestígio referente a elas. Segundo Maffei, isso se deve ao fato de os processos envolvendo seus pais correrem em segredo de Justiça. Além disso, após a publicação da primeira matéria sobre ele, chegaram à redação do UOL inúmeras denúncias de pessoas que se dizem vítimas de golpes aplicados por Bruno.

Erasmo Viana, Gabriela Pugliesi, Bruno Maffei e Rodrigo Lima - Reprodução/Instagram
Erasmo Viana, Gabriela Pugliesi, Bruno Maffei e Rodrigo Lima
Imagem: Reprodução/Instagram