Geral

ELEIÇÕES UFPB: Candidato a reitor, Valdiney Gouveia afirma que sua gestão será verdadeiramente democrática

ELEIÇÕES UFPB: Candidato a reitor, Valdiney Gouveia afirma que sua gestão será verdadeiramente democrática

Valdiney Gomes que concorre à Reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e encabeça a chapa 3 “Orgulho de ser UFPB”, tendo como vice Liana Filgueira, conversou com o Polêmica Paraíba, sobre a eleição que acontecerá no dia 26 de agosto. A previsão é que o resultado da votação seja homologado no dia 9 de setembro e a listra tríplice seja enviada ao Ministério da Educação (MEC) no dia 11 de setembro.

Esse ano a eleição terá uma forma diferente das últimas. O chamado Processo de Consulta à Comunidade Universitária não terá o voto igualitário entre professores, servidores e alunos. O voto dos professores representará 70% da votação, enquanto técnicos-administrativos e alunos, 15% cada.

Perguntado se essa mudança teria um peso maior nos votos, o candidato afirmou que vai respeitar a decisão, sem questioná-la.

“Esta é uma decisão da qual eu não participei, pois não estou como membro do órgão decisório, que é supremo e representativo da Universidade: CONSUNI. Portanto, cabe-me respeitá-la em lugar de tecer questionamentos; além disso, de nada adiantará qualquer um dos candidatos dizer que concorda ou discorda, pois já é a lei que regulamenta a presente consulta. ”

O professor Valdiney Gouveia, ainda disse que quando assumir a gestão, e estiver longe da pressão eleitoral, vai decidir da melhor forma de votação e também incluir os terceirizados, que atualmente não tem direito ao voto.

“Estando à frente da gestão no período de 2020-2024, longe da pressão ocasionalmente exercida por um período eleitoral, consultaremos entidades representativas de professores, servidores técnico-administrativos e estudantes, ouviremos a Procuradoria Jurídica e decidiremos o melhor encaminhamento, pensando sempre na Universidade Federal da Paraíba. Agir responsavelmente é o mínimo que se espera de um Reitor, abstendo-se de tomar decisões fundamentada na leitura do contexto ou em compromissos político-partidários, pensando unicamente em sua manutenção no poder, ora advogando a favor de uma categoria, ora a execrando. Trataremos com dignidade todas as pessoas que formam a UFPB, incluindo quem não tem a chance de votar, mas faz de nossa Universidade um lugar melhor de trabalho: os terceirizados. ”

Por conta da pandemia, a votação será realizada exclusivamente de forma virtual, sobre isso influenciar a conquista dos votos o candidato falou que o novo modelo foi aceito de forma positiva pela chapa.

“No nosso caso ajudou, pois não tínhamos dinheiro para montar palanques, buscar pessoas em vans no dia da consulta, brindar as pessoas com lanches, almoços, farras. Talvez para candidaturas com apoio de partidos ou empresas tenha ficado algo diferente, pois não sei onde gastarão o dinheiro que têm para suas candidaturas. A propósito, esta é a chance que uma candidatura independente, como a nossa, tem de fazer frente às demais.”

Propostas

Nossa gestão será verdadeiramente democrática! Primeiro, existem apenas dois cargos assegurados: Prof. Valdiney Gouveia (Reitor) e Profa. Liana Filgueira (Vice-Reitora); nem Chefe de Gabinete decidimos.

Segundo, a composição da gestão ouvirá TODOS os Conselhos de Centro, de TODOS os campi, incluindo os de cidades do interior.

Terceiro, diretores de Hospital Universitário (HU) e Biblioteca Central (BC), por exemplo, diferente da prática de serem cargos definidos de cima para baixo (Reitor/a coloca algum familiar, amigo, apoiador de campanha), serão indicados a partir de consulta a seus pares, sendo profissionais de carreira.

Contudo, não somente por ser uma gestão democrática nos diferenciamos; será também descentralizada, fortalecendo os centros de Mangabeira e Santa Rita, que receberão investimentos e órgãos, e o interior que receberá a primeira Pró-Reitoria.

Teremos uma gestão que empoderará os quem realmente é responsável por fazer pesquisa, ensino e extensão: os Departamentos. Estes contarão com orçamento direto da Reitoria, sem os Centros para intermediarem; setores (e.g., HU, BC) também terão verbas alocadas não apenas para cobrirem sua manutenção, mas para executarem ações de desenvolvimento.

Empoderemos, ainda, professores e servidores técnico-administrativos com a criação do Programa Institucional de Bolsa de Produtividade em Pesquisa, apoiando, ainda, a produção (científica, artística e cultural), oferecendo bônus para quem estiver disposto a fazer uma UFPB grande, que não se contenta em estar entre as 5 ou 7 melhores do Nordeste, mas sem o discurso ilusionista de que seremos a número 1.

Histórico

Valdiney Gouveia, possui Licenciatura (1989) e Formação (2005) em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba e Bacharelado em Direito (2016) pelo Centro Universitário de João Pessoa, Especialização em Psicometria (1993) e Mestrado em Psicologia Social e do Trabalho (1991) pela Universidade de Brasília e Doutorado em Psicologia Social (1998) pela Universidade Complutense de Madri. Atualmente é Professor Titular na Universidade Federal da Paraíba.

Liana Filgueiras, possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Católica de Pernambuco, mestrado e doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte com ênfase em tratamento de efluentes industriais. Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal da Paraíba, atuando nas áreas de operações unitárias da indústria sucroalcooleira, meio ambiente e ciência do bem-estar.