Geral

ELEIÇÕES 2020: Mercinho Lucena e George Morais se desincompatibilizam de cargos e são cotados para vice de Vitor Hugo em Cabedelo

ELEIÇÕES 2020: Mercinho Lucena e George Morais se desincompatibilizam de cargos e são cotados para vice de Vitor Hugo em Cabedelo

Dois secretários da Prefeitura de Cabedelo se desincompatibilizaram, nesta quarta-feira (03), de suas funções na gestão municipal, obedecendo os prazos estabelecidos pela Justiça Eleitoral para quem vai concorrer às eleições deste ano. George Morais, da mobilidade urbana, e Mercinho Lucena, da articulação política, deixaram hoje suas funções.

Tanto George Morais, irmão do deputado federal Efraim Filho (DEM), quanto Mercinho Lucena, filho do ex-prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), são cotados para a vaga de vice-prefeito do atual prefeito, Vitor Hugo (DEM), na disputa que se avizinha.

Em mensagem à reportagem, o deputado Efraim Filho confirmou que o nome do irmão é cotado para a vaga. Ele ressaltou que, além do trabalho que foi desenvolvido por George na pasta da mobilidade urbana, a definição parte de um diálogo com as forças que apoiam a gestão municipal.  “Ele Prestou serviços e sai com o trabalho reconhecido. E outro ponto será a discussão com o arco de alianças local. Existem outros partidos, outros nomes. A escolha do vice é fruto de um diálogo e acho que George vai se dedicar a essa discussão”, ressaltou.

Um terceiro nome cotado para a vaga de vice na cidade é o de Murilo Galdino, que assumiu recentemente a presidência do Cidadania na cidade. Apesar de não estar presente na gestão, o nome dele também faz parte das discussões internas. Ele é irmão do presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino.

Ao Polêmica Paraíba, o prefeito Vitor Hugo disse que a discussão sobre as eleições no município acontecem com “visão política moderna de gestão”.  “É muito cedo para traçar o perfil politico do vice. A cidade tem grandes nomes, inclusive dentro do próprio quadro dos atuais vereadores”, garantiu o gestor, que tentará a reeleição nas eleições deste ano.