Geral

Cometeu suicídio | Marcão do Povo diz que não ridicularizou homem que suicidou-se

Cometeu suicídio | Marcão do Povo diz que não ridicularizou homem que suicidou-se

"Eu disse que voltaria e aqui estou", anunciou Marcão do Povo às 7h15 da manhã desta segunda-feira (18). Ausente do "Primeiro Impacto" desde a última quarta-feira (13), o apresentador não fez nenhum comentário sobre o caso que o colocou no centro do noticiário, na última terça-feira (12).

Naquele dia, Marcão e o repórter Felipe Macedo ridicularizaram um homem que se pendurou numa fiação elétrica em Londrina na tentativa de se matar após a descoberta de uma traição conjugal. No vídeo exibido pelo "Primeiro Impacto", o homem cai após alguns instantes, se levanta e sai andando.

"Você ganhou um par de chifres, não foi asas para voar. Você não é o único corno do Brasil, fique tranquilo. Chifre é que nem consórcio: a qualquer momento você é contemplado", riu Marcão. "Se todo corno fosse subir em fio depois de levar chifre, ia faltar fiação elétrica no Brasil todo. É o corno elétrico. Os amigos avisam: a tua mulher está te chifrando. E ele diz: tô ligado", brincou Macedo.

Horas depois da exibição desta reportagem, o homem foi encontrado morto em sua casa. Um boletim de ocorrência atestou que a causa da morte foi suicídio, mas não estabeleceu o horário do fato.

Marcão se ausentou do "Primeiro Impacto" para realizar uma cirurgia no joelho direito. Procurado pelo colunista na última quinta-feira, não quis comentar a reportagem exibida no telejornal e indicou o seu advogado para falar. "Não houve qualquer incitação ao suicídio na matéria", disse Rannieri Cavalcanti Lopes. "Foi uma brincadeira normal que o Marcos faz sempre no programa".

Voltei a procurar Marcão nesta segunda-feira, assim que terminou programa. Ele não atendeu ao telefonema, mas respondeu a uma mensagem que mandei por Whatsapp.

O apresentador do "Primeiro Impacto" disse que eu publiquei "mentiras" a seu respeito. Pedi que dissesse quais. "Todas", respondeu. "Você jogou o povo contra mim", disse.

Perguntei se ele não havia ridicularizado aquele homem. "Jamais", respondeu. Perguntei como ele classificava o que fez: "Eu fiz foi dizer que ninguém pode tirar a vida por conta de uma desilusão amorosa. Pedi para que não fizesse nada. Que ele se apegasse em Deus".

O apresentador observou: "Você nem sabe a hora que ele se matou. Você nem tem laudo da perícia". Lembrei a ele que a reportagem registra justamente que não foi estabelecida a hora da morte do homem.

Marcão, então, escreveu: "Ele estava separado como fiquei sabendo e pegou a mulher o traindo. Tentou tirar a vida várias vezes. Até que conseguiu. Por conta da mulher, que era seu grande amor, mas o colocou para fora de casa. Agora eu tenho culpa até disso?"

Marcão insistiu que eu escrevi "mentiras", mas não apontou nenhuma. "Você precisa pedir desculpas não para mim, mas para Deus", escreveu. Fica o registro.

Mensagens nas redes sociais

Nestes últimos cinco dias, Marcão publicou uma série de mensagens em seu perfil no Instagram que fazem alusão ao caso. Em algumas, não autorizou comentários, como nesta aqui: "É desnecessário ficar tentando provar algo a alguém. As pessoas tomam como verdade aquilo que lhes convém".

Nesta mesma publicação, o apresentador registrou: "Pense bem antes de sair condenando uma pessoa sem saber ou buscar a verdade. Por isso foque sempre nas pessoas que te ajudam a levantar. Pois aqueles que querem te ver cair não merecem nada além do seu desprezo... Pelo menos busque a veracidade das coisas antes de fazer seu julgamento. Se coloque no lugar daquele que você acabou de condenar e difamar. Se fosse com você????"

"O tempo é o Senhor da razão", escreveu em outra postagem. E, numa mais recente, registrou: "Nunca se importe com o que as pessoas falam sobre você. Faz como as estrelas: elas não procuram elogios nem fama. Apenas brilham intensamente".

Em outra, anotou: "Não te desejo outra coisa a não ser reciprocidade. Que o universo retorne pra você tudo que você faz". Uma seguidora o apoiou: "A mulher trai o cara depois que ele ficou sem renda e sem emprego por causa da operação, mas quer receber indenização pela morte dele, mas o culpa é o Marcão? Oloko". O apresentador, então, acrescentou, com ironia: "Para você ver o quanto sou poderoso ".

* * *
Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa-redonda sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Siga a coluna no Facebook e no Twitter.