Geral

Chefe da Secom | 'Menos um bandido na rua', diz Wajngarten após reagir a assalto

Chefe da Secom | 'Menos um bandido na rua', diz Wajngarten após reagir a assalto

O secretário de comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten reagiu a um assalto hoje, na região dos Jardins em São Paulo após perseguir armado um homem que exigia seus pertences. Em entrevista ao Brasil Urgente, o secretário disse que está em segurança ao lado dos pais e que seria "menos um bandido na rua" após a prisão do suspeito.

"Estou tranquilo. Comigo em segurança, com meus pais em segurança e menos um bandido na rua. Eu desembarquei do meu carro por volta de 12h na Alameda Franca, nos Jardins, e aí meu pai e minha mãe, que eu não via faz tempo, desceram para me cumprimentar. Minha mãe com uma sacolinha para me dar um par de óculos que foi trocar as lentes e aí, um cara de jaqueta de nilon, não estava frio em São Paulo. Me abordou, meteu a mão em mim e pediu o meu relógio: 'Passa o relógio'", afirmou.

Wajngarten que tem porte de arma, explicou que após a abordagem sacou a pistola e pediu para o homem se render. Com a negativa, o suspeito começou a correr entre os carros na região do centro expandido da capital paulista e foi perseguido pelo secretário.

"Eu rapidamente dei dois passos para trás, olhei para meu pai e minha mãe, afastei eles um pouco pra trás e respondi: 'Eu não entendi' 'Perdeu o relógio', quando ele falou isso, eu saquei a pistola, pedi para o bandido se render e deitar no chão, e ele não se rendeu, não deitou no chão, virou-se contra mim e saiu correndo contra o trafego de veículos na Alameda Franca e virou a direita na Bela Cintra e desceu correndo em meio aos automóveis."

O número 2 do Ministério das Comunicações conta que perseguiu o indivíduo entre os carros, e duas esquinas depois, ele descreve que um "cidadão de bem" deu uma rasteira em seu perseguido que caiu e acabou rendido. Ainda afirma que ligou para um delegado de Polícia Civil da região e que a Polícia Militar chegou rapidamente ao local do fato.

"Eu desci correndo atrás dele, já gritando 'Pega ladrão', com a pistola, blazer e sapato correndo atrás dele. Duas esquinas para baixo, no cruzamento da Alameda Tietê com a Bela Cintra, um pedestre, um cidadão de bem, deu uma rasteira nele e ele acabou caindo no chão e a gente rendeu o cara rapidamente. Já acionei o Doutor César, delegado que estava próximo ao local, um colega, e rapidamente a PM chegou ao local."

O homem foi preso e conduzido para 78º Distrito de Policial no Jardim América.