Esportes

Zhang bate Joanna em batalha épica e mantém cinturão do UFC

A disputa do cinturão dos pesos-palhas (52 kg), co-main event do UFC 248, card realizado nesta madrugada em Las Vegas (EUA), garantia por si só atenção suficiente para a noitada de lutas. E não houve decepção do público com a vitória da campeão chinesa Zhang Weili sobre a polonesa Joanna Jedrzejczyk.

Ex-campeã, a polonesa Joanna Jedrzejczyk elevou o nível de tensão com Zhang Weili para, ao seu estilo, desestabilizar a rival, que fazia sua primeira defesa de título. E com esse pano de fundo as atletas mediram forças no ginásio T-Mobile Arena e promoveram uma das batalhas mais épicas da história do octógono.

Relacionadas

Hospitalizadas após batalha, Zhang e Joanna levam bônus de luta da noite

Alex 'Cowboy' vence por decisão dividida e espanta má fase no UFC

Adesanya mantém título do UFC após combate decepcionante contra Romero

Com cinco rounds equilibrados e sangrentos, Zhang foi apontada como vencedora na decisão dividida dos jurados, mantendo assim seu cinturão diante de uma desafiante que se entregou de corpo e alma ao combate, ao ponto de deixar o cage com o rosto deformado. A plateia, por sua vez, elegeu Joanna como vencedora e vaiou o resultado em um primeiro momento, antes de reconhecer o desempenho de ambas e aplaudir de pé cada discurso feito.

A luta

Em ritmo frenético, as duas lutadoras, mesmo com estilos diferentes, adotaram posturas ofensivas e garantiram torcida de pé em praticamente toda a disputa. Enquanto Joanna começou a luta movimentando mais e apostando no volume de golpes e não na contundência, a campeã do UFC priorizou ataques de encontro com mais potência, principalmente chutes baixos e cruzados de direita. Apesar disso, a velocidade da polonesa e sua variação de ataques lhe garantiram uma vantagem mínima inicial: 10 x 9.

No segundo assalto, Zhang acertou o tempo de combinar socos na entrada dos ataques da rival, principalmente nos frontais, o que equilibrou a disputa e chegou a balançar Joanna em uma ocasião no centro do octógono - além de duas rápidas quedas que terminaram por convencer os jurados do empate: 19 x 19.

A terceira etapa começou com mais movimentação da polonesa, que alternou chutes altos, baixos, cruzados e diretos para confundir sua rival, que voltou a insistir em ataques potentes que mancharam a perna de Joanna. Porém, nova vantagem parcial para a polonesa. 29 x 28.

No quarto round, os ataques contundentes de Zhang se mostraram eficazes. Com quase 20 minutos de intensa batalha, o rosto da polonesa inchou e sua testa ficou deformada, com um calombo que pareceu o de Mark Hominick após o duelo contra José Aldo. Tudo igual: 38 x 38.

O quinto e último assalto contou com duas lutadoras cansadas e ainda assim agressivas. Com quatro rounds equilibrados que poderiam ter sido marcados para cada uma delas, a última etapa terminou aplaudida de pé pela plateia, que a essa altura apontava a polonesa como merecedora do triunfo.

Acompanhe os resultados do UFC 248:

Israel Adesanya venceu Yoel Romero por decisão unânime;
Zhang Weili venceu Joanna Jedrzejczyk por decisão dividida;
Beneil Dariush nocauteou Drakkar Klose no 2º round;
Neil Magny venceu Li Jingliang por decisão unânime;
Alex 'Cowboy' Oliveira venceu Max Griffin por decisão dividida;
Sean O'Malley nocauteou José Alberto Quiñónez no 1º round;
Mark Madsen venceu Austin Hubbard por decisão unânime;
Rodolfo Vieira finalizou Saparbek Safarov no 1º round;
Gerald Meerschaert finalizou Deron Winn no 3º round;
Giga Chikadze venceu Jamall Emmers dividida;
Danaa Batgerel nocauteou Guido Cannetti no 1º round.