Esportes

UFC 241 | Nate Diaz retorna ao octógono, vence ex-campeão e desafia Masvidal

UFC 241 | Nate Diaz retorna ao octógono, vence ex-campeão e desafia Masvidal

Faltando pouco dias para completar o aniversário de três anos de inatividade no octógono, Nate Diaz retornou ao maior evento de MMA do mundo para, na divisão dos meio-médios (77 kg), fazer frente a Anthony Pettis, ex-campeão dos pesos-leves (70 kg). E com muito vigor físico, o americano de 34 anos venceu com certa facilidade, levantando o público presente no ginásio Honda Center, em Anaheim (EUA).

Maior, mais pesado, dono de envergadura superior e com um jiu-jitsu de renome, Diaz foi muito para Pettis que equilibrou a disputa apenas nos primeiros minutos, quando a velocidade de seus chutes ainda o permitia atacar as pernas do rival. A partir daí, o que se viu foi um verdadeiro passeio do irmão de Nick Diaz. Um belo retorno paraÀs cabelas do UFC.

A luta

Nate Diaz provou logo de início que o tempo afastado não seria problema para o seu desempenho. Andando para frente desde o soar do gongo, ele manteve o estilo que o fez famoso no MMA e com sequências de jabs e diretos clinchou e tentou quedas. Quando uma delas fez efeito, a diferença a seu favor no jogo de chão ficou evidente e ele passou mais de um minuto alternando posições de vantagem nas costas e montada. Vitória na parcial.

Na segunda etapa, como esperado, o irmão mais novo de Nick Diaz traçou o mesmo plano de pressão, que contou com apoio massivo da torcida californiana. Na metade do assalto, ao pegar as costas do adversário em pé, Nate ainda aproveitou um erro de Pettis para derrubar e quase chegar à montada. Essa dinâmica cansou o antigo campeão do UFC, que por ser consideravelmente menor e mais leve do que Nate, gastou energia além do que tinha para se manter vivo na disputa. Nova parcial para o veterano de 34 anos.

No terceiro e último assalto, o dirty boxing (boxe sujo) ditou o ritmo do combate. Com muitos golpes no clinche, Nate minou o rival kickboxer em pé e chegou a aplicar um knockdown. Na sequência, novo domínio no solo até um descuido o fizesse perder a posição e o colocasse de costas no chão - cenário que foi revertido antes do final do tempo regulamentar. Nada que abalasse a vantagem conquistada nas papeletas dos jurados.

Acompanhe os resultados do UFC 241:

Nate Diaz venceu Anthony Pettis por decisão unânime;
Paulo 'Borrachinha' venceu Yoel Romero por decisão unânime;
Sodiq Yusuff nocauteou Gabriel Benítez no 1º round;
Derek Brunson venceu Ian Heinisch por decisão unânime;
Khama Worthy nocauteou Devonte Smith no 1º round;
Cory Sandhagen venceu Raphael Assunção por decisão unânime;
Drakkar Klose vencue Christos Giagos por decisão unânime;
Casey Kenney venceu Manny Bermudez por decisão unânime;
Hannah Cifers vs. Jodie Esquibel por decisão unânime;
Kyung Ho Kang venceu Brandon Davis por decisão dividida;
Sabina Mazo venceu Shana Dobson por decisão unânime.