Esportes

Três acertos de Fernando Diniz

Pensamento de muitos torcedores em relação a Fernando Diniz: está tudo muito bem: o time não faz gols, mas um dia a bola entra.

Entrou mesmo. Quatro vezes contra o Oeste. Mas não foi por Graça Divina. Teve a ver com decisões tomadas por Fernando Diniz.

1) Manutenção de Pato - Com a volta de Antony, ele precisava optar por Pablo e Pato. Ficou com Pato, que joga muito mais. Reparou um erro do início da temporada, quando escolheu Helinho.

2) Posicionamento correto de Pato - Muita gente, inclusive Pato, acha que ele deveria jogar aberto, na esquerda, onde está Vitor Bueno. Diniz o colocou de centroavante, perto do gol. E também, voltando um pouco, saindo da área, como um meia. Os gols saíram assim. Um gol de Nove e um gol de Oito.

3) Amplitude e Profundidade - Teve momentos do jogo em que o São Paulo deixou de ser aquele time sete ou oito jogadores tocando bola pelo meio. O primeiro gol saiu com Reinaldo indo ao fundo e cruzando para trás (Aleluia!!!). E, no segundo tempo, com a saída de Bueno, Antony foi para a esquerda e Igor Gomes ficou na direita. O time teve muita velocidade pelos lados. Uma opção a mais.

Ainda há muito o que melhorar, mas alguns passos foram dados.