Esportes

Tardelli explica Grêmio antes de volta ao Atlético-MG: "um novo desafio"

Diego Tardelli foi apresentado como novo reforço do Atlético-MG na tarde de hoje (16). Em sua primeira entrevista na volta ao clube, o atacante de 34 anos teve que explicar por que preferiu defender o Grêmio em detrimento do Galo no mercado da bola do início de 2019, quando deixou o futebol chinês para retornar ao Brasil.

"Talvez eu pudesse ter voltado antes, mas queria um novo desafio, tentar fazer uma história em outro clube. Mas pude perceber que aqui sou mais feliz, ao lado da torcida que gosta de mim, dos amigos", declarou.

Relacionadas

Galvão e Casagrande chamam Furacão de Atlético-MG e web não perdoa

Palmeiras, Corinthians, Cruzeiro: os times ativos no mercado e quem desejam

Atlético-MG negocia dívida que pode chegar a até R$ 2,7 milhões com Elias

O atacante explica também por que não rendeu o esperado em sua passagem pelo time do Rio Grande do Sul. No período, ele fez sete gols em 47 partidas.

"Quando voltei da China, tive um choque de realidade. Torcida, ambiente, rede social. Isso me deixou um pouco para baixo. Isso me atrapalhou no Grêmio. Tive meus momentos, mas não foi um bom ano (2019). Serviu de adaptação", comentou.

Em seu retorno à Cidade do Galo, Diego Tardelli se coloca à disposição para jogar em mais de uma função. No entanto, ele reforça qual a sua forma predileta de atuar.

"Eu fui adaptando em várias funções dentro de campo. Quando eu vim para cá em 2009, eu era uma referência ali na frente. Eu sou um cara que gosta mais de flutuar, rodar o campo todo e marcar. É de conversar. A gente vai conversar com o Dudamel, fico à disposição dele da maneira que ele quiser", concluiu.

Na volta ao Atlético-MG, Diego Tardelli assina até o fim de 2020, com a opção de renovação por mais uma temporada. A cláusula que permite a extensão automática do acordo depende de metas que devem ser alcançadas pelo novo camisa 9 atleticano.