Esportes

Ruggeri detalha doping de Maradona em 1994: 'Queríamos que fosse outro'

Zagueiro campeão do mundo com a Argentina em 1986, Oscar Ruggeri, que fazia parte do grupo também na Copa de 1994, contou em entrevista ao Resenha ESPN, hoje, como foi para o elenco argentino descobrir o doping de Maradona durante a Copa do Mundo nos Estados Unidos.

O ex-defensor contou que quando o grupo foi avisado de que havia um caso de doping no grupo, a torcida era para que o zagueiro Vázquez tivesse testado positivo, já que ele também havia feito o teste antidoping.

"Nós percebemos que estava acontecendo alguma coisa. Disseram: 'Tem um doping positivo'. Mas não disseram que era de Maradona. E o Vázquez também tinha testado naquele jogo. E nós fomos atrás do Vázquez, queríamos que o doping fosse do Vázquez. Mas Vázquez nos disse que não tinha tomado nada. Bom, era para Diego. Queríamos que fosse do Vázquez, coitado", contou.

"Bom, depois que fomos treinar, fomos fazer o reconhecimento do campo que íamos jogar, e vi o Maradona sentado no gol sozinho, muito estranho. Fui caminhando até ele, sentei ao lado dele e disse: 'O que foi?'. Eu o conhecia, sabia se ele estava bem ou mal. Ele disse: 'Vão confirmar o doping e vão me tirar da Copa'. Eu digo: 'deu positivo'. Ele responde: 'Sim, estão me dizendo que deu positivo. E eu te digo de verdade: eu não tomei nada além do que me passaram'", completou o ex-zagueiro.

Além do título mundial de 1986 pela seleção argentina, Ruggeri conquistou a Copa América com seu país em 1991 e 1993, além da Copa das Confederações de 1992.

Por clubes, passou com destaque por Boca Juniors - onde foi revelado, River Plate, Real Madrid, América-MEX e San Lorenzo.