Esportes

Renegociação faz DAZN perder direitos do Campeonato Francês no Brasil

Depois de perder os direitos de transmissão do Campeonato Italiano para o Brasil, o DAZN também não tem mais o Campeonato Francês em seu portfólio. Apesar de ter contrato até o fim da temporada 2020/2021, a dona dos direitos da competição não aceitou a redução de pagamentos da plataforma por causa da pandemia do novo coronavírus.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, a volta da liga, marcada para o dia 23 de agosto dificilmente será exibida pelo DAZN. Assim, os jogos da competição não seriam exibidos para o mercado brasileiro. Mesmo assim, a plataforma não dá o caso como perdido e tenta renegociar os acordos com a Mediapro, empresa que negocia os direitos de transmissão do torneio no Brasil.

A plataforma de streaming alega que precisa pagar menos pelo contrato de transmissão por ter colhido prejuízo com a pandemia do novo coronavírus e que não tem condições de cumprir os compromissos financeiros acordados antes do surto da Covid-19, que suspendeu eventos esportivos ao vivo, grande atrativo da empresa.

O DAZN exibe o Campeonato Francês desde 2018, ano em que a plataforma de streaming chegou ao Brasil. Jogos do PSG, que tem Neymar como destaque, foram uma das alavancas de assinantes que a empresa usou para se promover no país.

Antes de ir para o DAZN, o Campeonato Francês tinha contrato com o Grupo Globo e a Disney, que tinham interesse na renovação e negociaram até o último momento, mas os altos valores cobrados pelas detentoras do direitos de transmissão fizeram as emissoras.

A TV5 chegou a exibir um jogo da competição por rodada para o Brasil, mas as transmissões não tiveram continuidade.

Agora, alguma empresa pode fazer uma oferta e iniciar um novo ciclo. Procurado oficialmente pela reportagem do UOL Esporte para falar sobre a saída do Francês do portfólio, o Dazn respondeu que "não comenta negociações em andamento".

O possível rompimento entre o Francês e o Dazn no Brasil não tem nada a ver com um acordo de parceria da Netflix para a exibição do campeonato, que vale apenas para o mercado da local.