Esportes

PROMESSA BRASILEIRA: Ariane projeta primeira vitória no UFC

PROMESSA BRASILEIRA: Ariane projeta primeira vitória no UFC

Uma das grandes promessas do MMA nacional, Arianse Lipski gerou uma expectativa grande para o seu início de trajetória no Ultimate. A paranaense estreou em janeiro deste ano na organização, mas saiu derrotada por Joanne Calderwood por decisão unânime. Neste sábado (22), pelo UFC Greenville, “Violence Queen” tem um novo compromisso e a chance de começar uma virada dentro da maior organização de MMA do planeta.

Em um bate-papo,  Lipski disse que não teve um camp ideal na primeira luta, sofreu com lesões e isso afetou o seu desempenho. No entanto, a ex-campeã do KSW afirmou que a preparação para o duelo com Molly MacCan foi impecável.

– A minha estreia tinha muita expectativa das pessoas, tinha muita expectativa minha também. Eu sonhava muito com a minha primeira luta no UFC, a primeira vitória, mas não saiu como planejei. Eu tive três graves lesões e fiquei um ano sem lutar. Tive uma lesão no joelho e fiquei impossibilitada de competir Jiu-JItsu, que vinha me ajudando muito no MMA. Eu sabia que a Jojo ia levar a luta para o chão, mas não consegui fazer o camp perfeito. Tinha noção que poderia nocauteá-la. Depois dessa luta, já na segunda-feira, estava no Instituto do UFC, sabia que podia melhorar mais o nosso trabalho. O camp para essa luta começou desde o fim da minha estreia (risos). Tirei muito aprendizado dessa minha derrota – destacou a brasileira, que fez uma leitura da oponente.

– A molly é um atleta dura, tem muito coração e gosta da trocação, além de ter volume em seu jogo. Eu também sou assim. somos parecidas, gostamos de trocar. A estratégia é trabalhar em cima dos erros dela. Eu comecei o meu camp no Brasil, fiz a parte de Jiu-Jitsu na ChekMat e resolvemos ir treinar nos Estados Unidos o meu Boxe e o Wrestling. Eu estou preparada para qualquer situação. Eu vou buscar a luta em pé, mas se ela deixar buraco, eu vou quedar e vou em busca da finalização. Eu vou controlar a luta e vencer – projetou.

Aos 25 anos, Ariane vai para o seu 15ª luta como profissional de MMA. A lutadora coleciona um recorde de 11 vitórias – sendo seis por nocaute – e quatro derrotas. Em um recado para os fãs, ela disse que vai mostrar muito “coração”, mas também toda a sua qualidade técnica no duelo contra McCann.

– Pode esperar uma lutadora com muito coração, não quero sair mais o menos da luta, quero deixar o octógono sabendo deixei o o meu melhor lá dentro. Podem esperar muito show, muita trocação. Quero mostrar o quanto eu evolui como atleta, o meu amadurecimento e quero mostrar muita técnica. Não quero mostrar que tenho só coração, mas que sou uma lutadora técnica – concluiu.

Fonte: Lance!

Créditos: Lance!