Esportes

Presidente do Paris St-Germain é envolvido em escândalo de compras de jogadores

Presidente do Paris St-Germain é envolvido em escândalo de compras de jogadores

O jornal inglês The Guardian divulgou nesta segunda-feira(15) uma série de documentos que mostrariam que o presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, teria cometido uma série de irregularidades envolvendo as transferências de jogadores. Khelaifi apareceria como signatário de uma carta escrita para Tamim bin Hamad al-Thani, pedindo um pagamento de 2 milhões de euros ao agente do meia Javier Pastore.

Na época Pastore jogava pelo Palermo e em seguida foi contratado pelo PSG por 40 milhões de euros. As regras da Fifa proíbem que presidentes de clube executem pagamentos pessoalmente a empresários de jogadores. De acordo com o artigo 7 das regulações da entidade, “qualquer pagamento por serviços de um intermediários devem ser feitos exclusivamente pelo cliente do intermediário para o intermediário”.

A Federação Francesa de Futebol confirmou que a operação feita pelo presidente do PSG viola as suas regulações, “Um presidente de clube, portanto, não pode, de maneira pessoal, fazer pagamentos de comissões a agentes”, escreveu a FFF, em comunicado.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba com ESPN