Esportes

Perdeu para americano | Raphael Assunção é anulado e se distancia de cinturão do UFC

Perdeu para americano | Raphael Assunção é anulado e se distancia de cinturão do UFC

O card preliminar do UFC 241, evento realizado neste sábado (17) na cidade de Anaheim contou com apenas um brasileiro em ação. E apesar de saber lidar com a responsabilidade de representar o País, Raphael Assunção não teve chances para superar Cory Sandhagen no show montado no ginásio Honda Center, em Anaheim (EUA).

Depois de fazer o camp inteiro na academia America Top Team, no estado americano da Flórida (EUA), Raphael sentiu a diferença de tamanho e acabou superado por pontos por seu adversário, que ocupava a posição de número nove no ranking oficial do UFC antes do início do confronto.

Com a derrota, Raphael, atual número três da lista, deve perder posições e, com duas derrotas seguidas no evento, se distancia da sonhada oportunidade de disputar o cinturão dos pesos-galos (61 kg) da organização.

A luta

No primeiro round Raphael passou a sofrer com a diferença de altura em favor do adversário, que abusou dos golpes de longa distância e obrigou o brasileiro a andar para trás. Apesar da experiência e do bom trabalho no contragolpe, o brasileiro levou a pior e chegou a balançar com um cruzado de encontro de direita, além diversos ganchos no corpo e chutes na perna.

A segunda etapa foi marcada pela estratégia do americano, que procurava "abafar" Raphael nas grades. Enquanto ela deu certo, o brasileiro semostrou com poucas ferramentas para se livrar da pressão. Mas, para reverter a situação, a luta agarrada passou a fazer parte do plano do veterano, que chegou a ficar por cima em duas ocasiões. Mesmo assim, Cory administrou melhor, se esquivou da tentativa de finalização do brasileiro e dominou a maior parte das ações no solo.

Em vantagem clara no placar, o americano jogou de acordo com o regulamento e mirou o erro do rival, fez uso de sua envergadura e defendeu as tentativas de queda de Assunção, frustrando assim qualquer chance de que o placar fosse revertido. Vitória importante para o atleta de 27 anos, que segue invicto no show, agora com cinco triunfos.

Passeio colombiano

Depois de deixar a desejar em sua estreia no UFC, Sabina Mazo mostrou porque é considerada uma das grandes promessas da divisão dos pesos-moscas (57 kg). Para isso,ela não tomou conhecimento da rival americana Shana Dobson, a quem golpeou sem parar durante três rounds.

Aluna de Rafael Cordeiro, a colombiana de apenas 22 anos foi apontada vencedora por todos os jurados laterais e inclusive recebeu dois pontos de vantagem em pelo menos dois dos três rounds para todos os responsáveis por pontuar o combate. Um verdadeiro passeio para a especialista em muay thai. Fiquem de olho nesse nome!

Acompanhe os resultados do UFC 241:

Cory Sandhagen venceu Raphael Assunção por decisão unânime;
Drakkar Klose vencue Christos Giagos por decisão unânime;
Casey Kenney venceu Manny Bermudez por decisão unânime;
Hannah Cifers vs. Jodie Esquibel por decisão unânime;
Kyung Ho Kang venceu Brandon Davis por decisão dividida;
Sabina Mazo venceu Shana Dobson por decisão unânime.