Esportes

Pai de Reinier revela que filho chegou a visitar PSG, Arsenal e City

A família de Reinier se tornou o centro das atenções hoje, com a confirmação da transferência do atleta para o Real Madrid. No início da noite, o jornal "As" publicou uma entrevista com Mauro Brasília, pai do jogador revelado pelo Flamengo. Ele disse que o clube espanhol era "o melhor" que podia acontecer a seu filho e revelou que chegaram a visitar PSG, Arsenal e Manchester City.

"Quando visitamos o Santiago Bernabéu, fiquei encantado com tudo o que vi. José Ángel Sánchez [diretor do Real] nos tratou muito bem. Foi uma experiência maravilhosa. (...) Também estivemos nos centros de treinamento de PSG, Arsenal e Manchester City. Todas estas instalações são muito bonitas, com tecnologia alta e com pessoas muito capacitadas", contou Mauro.

"Valdebebas [centro de treinamento do Real Madrid] é uma coisa impressionante, assim como o CT do City, que é uma cidade. O do Arsenal tem muitas coisas interessantes e novas, que o Brasil está começando a conhecer. A Europa está em outro escalão", elogiou Mauro, que disse qual foi a reação do filho quando o Real o procurou pela primeira vez, em dezembro.

"A primeira coisa que fizemos foi falar com o Reinier, por telefone, porque ele estava de férias na praia. A princípio, ele se assustou um pouco, mas depois foi entendendo que o projeto do Real Madrid seria o melhor que podia acontecer a ele. (...) Antes, não acreditávamos que um clube como o Real tinha interesse em Reinier. Quando a notícia chegou, foi uma festa. Não é qualquer coisa que um time tão grande quanto o Real te queira", contou, orgulhoso.

Apesar da evidente alegria, a comemoração pelo acerto foi discreta e familiar. "[Celebramos] Em casa, com a minha mulher, minha filha e amigos. Com muita tranquilidade, não fizemos uma festa grande", respondeu.

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Leia outros trechos da entrevista com o pai de Reinier

Time que Reinier gostava na Europa

"Do Real Madrid, principalmente desde a época de Cristiano Ronaldo. Ele sempre teve Zidane como uma figura importante, especialmente porque se parecem um pouco no estilo de jogo e na estatura, com um futebol muito clássico. O Real sempre foi o time que ele acompanhava. Tinha outros clubes importantes para ele na Europa, como Borussia Dortmund, Bayern de Munique, Juventus... O melhor Milan também, e agora com [Lucas] Paquetá, que é nosso amigo. Mas o Real Madrid sempre foi o time que ele mais gostava."

Quem ele queria ser na infância

"Kaká. Sempre falaram muito que os dois têm um estilo muito parecido. Eu mostrava a ele os vídeos de Zidane, Van Basten, Guti, que também é um fenômeno. Reinier tinha todos estes jogadores do Real como referências. No Brasil, Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho, Kaká e, agora, companheiros de Flamengo como Arrascaeta, Bruno Henrique, Gabigol..."

Como foi Reinier na infância

"Quando todos os meninos corriam atrás da bola, ele se posicionava para recebê-la e estava pronto para isso. Isso eu observei nele desde muito jovem. Quando ele era pequeno, eu o ensinava para que melhorasse a técnica. Às vezes, ele até chorava dizendo que não queria mais exercícios, mas isso tudo serviu bem a ele. Ele era muito tranquilo, obediente com os pais. Nunca deu muito trabalho em casa. Ele via televisão, brincava com amigos na rua."

Uma história curiosa do jovem jogador

"Quando ele tinha 11 anos, em 2013, nós chegamos ao Fluminense. Ele foi fazer seu primeiro treinamento, e quando saiu de campo, trouxe uma pasta. Eu perguntei o que era, e ele disse que era a documentação para a sua inscrição. Eu perguntei o que pediam, ele tirou os papéis e começou a ler: 'Certidão de nascimento, certificado de escolaridade, documento de identidade e fotos 3x4'. Então eu perguntei quantas fotos eram necessárias, e ele me disse várias vezes: '3x4'. Eu insisti, e ele disse: 'Papai, você é burro, eu estou te dizendo que são 3x4!'. Ele era muito jovem e não sabia que 3x4 era o tamanho da foto."