Esportes

Neymar parece decidido a procurar problema, mas com Haaland, nem precisaria

Neymar parece decidido a procurar problema, mas com Haaland, nem precisaria

A derrota para o Borussia Dortmund (2 a 1), terça-feira passada, na Alemanha, recolocou Neymar contra a parede. Se na partida de volta, na França, o Paris Saint-Germain não superar o time do jovem Erling Braut Haaland, o camisa 10 brasileiro terá que esperar mais um ano por nova oportunidade de realizar um grande feito pelo clube francês. Que o contratou para isso, ou seja, para ser campeão europeu - até hoje sequer chegou à final.

No cotejo de volta pela Uefa Champions League, dia 11 de março, em solo parisiense, caberá ao time francês vencer por 1 a 0, por exemplo, para avançar, mantendo viva a chance de título europeu. Obviamente qualquer meta alcançada que seja menor do que essa não bastará. Ou seja, Neymar já tem um tremendo problema a resolver, principalmente depois da forma como o PSG caiu nas últimas edições do torneio.

Haaland, 19 anos, marcou duas vezes na vitória do clube alemão. O norueguês já soma nove gols em seis jogos pela Bundesliga, feito inédito até então. Contando os que assinalou pelo outro clube que defendeu na temporada, o Red Bull Salzburg, são incríveis 40 tentos em 30 partidas, Se o artilheiro e/ou seus companheiros fizerem um gol em Paris, o PSG de Neymar precisará de nada menos do que três para se classificar.

O brasileiro se recolocou na berlinda ao circularem pela web vídeos de uma comemoração do aniversário de Di Maria, Icardi e Cavani. Ele estava lá. A celebração ocorreu dois dias após a derrota em Dortmund. O técnico Thomas Tuchel não curtiu. Aí vem o jogo com o Bordeaux, o PSG vence com dificuldade (4 a 3) e no finalzinho Neymar arrumou uma expulsão, se colocando, ainda mais, como alvo de críticas.

Tendo que encarar o time de Haaland, na forma atual do jovem artilheiro, o camisa 10 nem precisaria procurar problema, afinal, já tem um, dos grandes. E as pessoas esperam que ele o solucione.