Esportes

Na temporada | Na mira do Palmeiras, Hulk só tem 3 jogos garantidos na China

Na temporada | Na mira do Palmeiras, Hulk só tem 3 jogos garantidos na China

O tempo de descanso de Hulk no Brasil acaba nesta semana, ainda sem muitas definições a respeito do calendário do futebol chinês, por conta do coronavírus, e com uma relação mais estreita com o Palmeiras. O atacante se reapresentará ao Shanghai SIPG para treinar em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, tendo garantidos somente três jogos na temporada, pela Liga dos Campeões da Ásia.

O Shanghai SIPG jogará em 7 de abril, no Japão, contra o Yokohama Marinos, em 28 de abril, diante do Sidney, na Austrália, e em 19 de maio, enfrentando o Jeonbuk Hyundai Motors, na Coreia do Sul. As partidas como anfitriões até estão marcadas, mas ainda não é possível garantir que serão disputadas na China. O mais provável é que ocorra em campo neutro.

As definições em relação ao calendário do futebol chinês devem ocorrer somente em abril, período que deve se esperar para saber a situação dos contaminados pelo coronavírus no país. Não está descartada a possibilidade de as equipes da China jogarem somente a Liga dos Campeões ou, até mesmo, pararem ao longo do resto de 2020 por conta da epidemia.

Nessa indefinição, o Palmeiras aproveitou para deixar claro que pode ser uma opção viável a Hulk, seja para 2020 ou 2021, já que seu contrato acaba em dezembro. O atacante ficou em São Paulo ao longo da semana, embarcando na sexta-feira para passar o Carnaval em uma praia nordestina antes de viajar para Dubai. Nesse período na capital paulista, ficou tão próximo de seu time do coração que garantiu a presença dos filhos nas categorias de base do clube.

O jogador de 33 anos de idade nunca escondeu ser palmeirense e ter o desejo de atuar pelo time um dia. Usando isso e a amizade dele com João Paulo Sampaio, seu técnico no sub-16 do Vitória e, hoje, coordenador das categorias de base do Verdão, o Palmeiras viu Hulk assistir ao triunfo por 3 a 1 sobre o Mirassol, no domingo passado, no Allianz Parque, e lhe apresentou a estrutura da Academia de Futebol na terça-feira. Se tiver chance, ficou nítido que seria um reforço bem-vindo e em quais condições trabalharia.

Todo esse cenário, contudo, esbarra na questão financeira. A revista France Football publicou em 2019 que Hulk recebe do Shangai SIPG 23,4 milhões de euros (R$ 111,5 milhões) por ano, o que representa mais de R$ 9 milhões por mês. Esse é o valor astronômico que fez o Palmeiras se assustar ao consultar as condições de trazê-lo. E o jogador, com contrato somente até dezembro na China, não pretende abrir mão dessa quantia.

Assim, a oportunidade aparece se o Shangai SIPG decidir emprestar Hulk e ajudar, ao menos, com parte dos vencimentos, já que os problemas com o coronavírus tornaram incerta a disputa de torneios na China em 2020. Diante da relação cada vez mais estreita, o Palmeiras vira um candidato importante.

Em qualquer outra situação, os dirigentes do Verdão dizem ser remota a chance de trazer Hulk. Mesmo para 2021, quando ele estará livre no mercado, o ânimo não aumenta muito. O Palmeiras crê que, como o atacante ainda tem mercado no exterior, os gastos com salários, luvas e comissões podem ser altos demais. Dependeria, basicamente, da vontade dele em ceder financeiramente para voltar ao Brasil e, enfim, realizar o sonho de atuar no time do coração.