Esportes

Morre Rensenbrink, que perdeu gol que mudaria história do futebol holandês

Morreu, aos 72 anos, o ex-jogador holandês Robert Rensenbrink. Rob, como era chamado, sofria de uma atrofia muscular progressiva, que foi descoberta em 2012. A doença, que é considerada rara, é muito parecida com a esclerose lateral amiotrófica (ELA).

Como jogador, Rensenbrink disputou 46 jogos com a camisa da Laranja Mecânica e marcou 14 gols. O ex-jogador disputou as Copas do Mundo de 1974 e 1978, no qual sua seleção foi vice-campeã nas duas vezes. Na Copa de 1978, ele mandou uma bola na trave aos 44 minutos do segundo tempo da decisão contra a Argentina.

Você pode ler sobre a final da Copa de 1978 aqui.

Aquele gol teria dado o título à Holanda, consagrando a geração de Rensenbrink e de Johan Cruyff, o mais famoso dos jogadores holandeses. Mas a bola não entrou, a Argentina foi campeã e a Holanda segue, até hoje, com a fama de decepcionar na reta final da Copa do Mundo — até hoje, apesar de inúmeros craques terem defendido a camisa laranja desde então, nenhuma seleção holandesa venceu o torneio.

Apesar de ser holandês, não fez sucesso jogando em clubes do seu país. Na Bélgica, no entanto, teve grande destaque atuando por Brugge e depois pelo Anderlecht.

No Anderlecht, ficou por nove anos e marcou cerca de 200 gols. Foi campeão do Campeonato Belga duas vezes e conquistou a Copa da Bélgica em cinco oportunidades.