Esportes

Internacional x Atlético-MG | Como Atlético-MG perdeu R$ 4,8 mi em uma hora

Internacional x Atlético-MG | Como Atlético-MG perdeu R$ 4,8 mi em uma hora

O Atlético-MG viveu uma tarde de João Grilo na última rodada do Campeonato Brasileiro. Em "O Auto da Compadecida", o personagem interpretado por Matheus Nachtergaele lamenta que "fica rico e fica pobre" em uma das cenas mais conhecidas da história do cinema nacional. Com a vaga já assegurada no Copa Sul-Americana, cabia ao Galo apenas definir em que posição terminaria o nacional e, consequentemente, quanto receberia de premiação.

O time foi para o intervalo na décima colocação, o que o faria embolsar R$ 18,5 milhões. Porém, ao sofrer a virada do Internacional e a interferência de outros resultados, o time mineiro terminou em 13º e um prêmio de R$ 13,7 milhões. Ou seja: em pouco mais de uma hora, o Atlético-MG perdeu R$ 4,8 milhões.

O máximo que o Atlético-MG poderia ter alcançado era a nona colocação e um prêmio de R$ 19,8 milhões. Para isso, era preciso vencer o Inter (o jogo terminou 2 a 1 para os gaúchos), o Grêmio vencer o Goiás (foi 3 a 2 para os esmeraldinos) e o Fortaleza empatar com o Bahia terminasse empatado (os cearenses venceram por 2 a 1).

O "minuto a minuto" da premiação

O Atlético-MG começou a 38ª rodada embolsando R$ 14,6 milhões pela sua 12ª colocação. Sua situação melhorou às 16h05, quando abriu o placar com o gol de Otero. O meia venezuelano fez o Galo subir momentaneamente para 11º e colocou mais R$ 900 mil na conta.

Com todos jogos ocorrendo ao mesmo tempo, outros resultados também interferiam na tabela e nos ganhos atleticanos. Aos 23 do primeiro tempo, o Grêmio empatou o jogo com o Goiás. O fato fez o Galo subir para 10º e ganhar mais R$ 3 milhões, ficando naquele momento com R$ 15,5 mi de premiação.

No segundo tempo, começou a fase "fico pobre" do Atlético-MG. Aos 20 minutos, o Goiás marcou o seu terceiro gol sobre o Grêmio e fez o Galo voltar para a 11ª colocação.

Mesmo o empate do Inter, confirmado após a consulta do VAR aos 40 do segundo tempo, mantinha os atleticanos em 11º, com R$ 15,5 milhões no bolso. A bagunça no meio da tabela aconteceu mesmo por conta do jogo no Maracanã.

Quatro minutos depois, aos 44, Yago Pikachu abriu o placar para o Vasco. O gol fez o Galo voltar para a 12ª posição que ocupava antes do começo da rodada. Aos 47, a Chapecoense empatou, fazendo o Atlético-MG subir de novo para a 11ª posição.

Contudo, ainda faltava o último gol do Brasileirão, que foi do Inter. Aos 52 minutos, o Colorado virou o jogo com Victor Cuesta, fazendo o Atlético-MG cair duas posições, terminar o torneio na 13ª colocação e ficar com R$ 13,7 milhões de premiação.

As premiações do Brasileirão 2019

1º Flamengo - R$ 33 milhões
2º Santos - R$ 31,35 milhões
Palmeiras - R$ 29,7 milhões
4º Grêmio - R$ 28 milhões
5º Athletico Paranaense - R$ 24,75 milhões
6º São Paulo - R$ 23,1 milhões
7º Internacional - R$ 21,45 milhões
Corinthians - R$ 21,1 milhões
9º Fortaleza - R$ 19,8 milhões
10º Goiás - R$ 18,15 milhões
11º Vasco - R$ 15,5 milhões
12º Bahia - R$ 14,6 milhões
13º Atlético Mineiro - R$ 13,7 milhões
14º Fluminense - R$ 12,8 milhões
15º Botafogo R$ 11,9 milhões
16º Ceará - R$ 11 milhões
s quatro times rebaixados não são premiados