Esportes

Demitido do Cruzeiro | Ceni propôs abrir mão dos salários para poder continuar

Demitido do Cruzeiro | Ceni propôs abrir mão dos salários para poder continuar

Demitido na noite de hoje, o técnico Rogério Ceni fez uma proposta para a diretoria do Cruzeiro em troca da sua permanência no cargo. O treinador estava disposto a abrir mão do seu salário até garantir que o clube permaneceria na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Mas a cúpula celeste foi irredutível na decisão e desligou o treinador do comando técnico.

Um dos pontos que poderia interferir no futuro de Rogério no Cruzeiro seria o custo que o Cruzeiro teria de arcar com a saída do treinador. Pensando em evitar o pagamento dessa multa rescisória, o vice-presidente de futebol, Itair Machado, chegou a sugerir que o treinador pedisse demissão do cargo. Isso aconteceu ainda no estádio Castelão ontem (25), minutos depois de Ceni ter um desentendimento com os atletas e deixar o vestiário do estádio. Ceni rejeitou a proposta feita pelo diretor e reafirmou sua intenção de permanecer no clube.

Ceni deixa o Cruzeiro despertando sentimentos opostos entre torcida, jogadores e diretoria. Isso ficou muito claro no desembarque do Cruzeiro em Confins, horas antes de o treinador ser demitido. Os torcedores presentes no aeroporto mostraram apoio ao comandante. Por outro lado, criticaram e pediram a saída de membros da diretoria e de jogadores como Thiago Neves, maior pivô crise que acompanhou a curta passagem do técnico pelo clube.

Ceni deixa o Cruzeiro após apenas seis semanas de trabalho. Nos oito jogos feitos pela equipe, ele venceu dois, empatou outros dois e foi derrotado por quatro vezes. A vitória contra o Santos, na estreia, foi seu melhor momento. Mas a lua de mel acabou rapidamente. O pesadelo começou a partir da eliminação da Copa do Brasil para o Internacional, dando início à troca de farpas constante com seus jogadores, que não esconderam descontentamento.